Segunda-feira, 21 de Setembro de 2009
O Sonho da Lua

 

 

 

A Lua do céu, que era muito distraída, viu surgir de madrugada um belo cavaleiro. Ele vinha devagar no seu cavalo de luz, e os bilhões de estrelas faziam ala para ele passar. A Lua ficou encantada com a beleza do cavaleiro e perguntou à estrela, que sempre está ao lado dela:

 

 - Quem é esse cavaleiro que impõe tanto respeito?

 

 - É o Sol - respondeu a estrela.  Primeiro ele põe um pé  fora da escuridão, depois o braço e finalmente o corpo todo. Monta no seu cavalo e parte para iluminar o mundo. À tardinha, antes de ir embora, ele pinta uma aguarela de ouro para receber a Noite e o seu exército de estrelas, inclusive você Lua.

 

A Lua, que nunca havia reparado no facto, ficou enamorada. Imaginou-se sendo amada por tão belo ser, porém a estrelinha acordou-a do seu sonho.

 

- Estás a pensar em quê? Perguntou

 

- Acho que estou apaixonada pelo Sol - disse a Lua! Quero ser a namorada dele. Quero montar no seu cavalo de luz e sair por aí iluminando mundos ao lado dele.

 

- Estás a perder o teu tempo! - exclamou a estrela.

 

- Porquê? - perguntou a Lua.

 

E a estrelinha, fazendo uma cara de quem sabe tudo, disse:

 

- Já reparaste que vocês são opostos?

 

- Como assim?

 

- Ora minha amiga Lua, quando o Sol aparece tu vais dormir. Sendo assim, como é que vocês podiam namorar?  Tu és uma moça fria e o Sol é um rapaz de fogo. Como iriam abraçar-se?  Ele ia queimar-te. Lua, minha amiga, tu tens fixação por amores impossíveis. Lembraste da tua paixão pelo mar?

 

- Lembro. Rapaz nervoso, imprevisível. Ora estava calmo, ora estava revolto destruindo tudo. Esse eu já esqueci.

 

- Então amiga, é a mesma coisa. Hoje tu reflectes nas águas do mar, mas não desejas que ele venha abraçar-te. Ele é teu amigo, o espelho onde tu te podes mirar.

 

- É estrelinha, estás certa. Penso que tenho de viver um amor platónico.

 

- Platónico? Que raio é isso?

 

- Um amor casto à distância. Ele nunca saberá.

 

- Dessa forma tu ficarás com uma paixonite aguda. Como vais iluminar a Terra se estiveres doente? Esqueceste que és a preferida dos namorados humanos? Que todos os poetas do mundo fazem versos em teu louvor? Pensa no lado bom da coisa. Tu dormes e acordas com resplendor dele. Pensa, pensa menina, na maravilha do céu negro-azulado coalhadinho de estrelas e tu, pomposa, brilhando entre elas. Pensa nas criancinhas e nas suas cantigas de roda em tua homenagem. é maravilhoso ouvir as vozes infantis cantando.

 

- Que emoção! Nós também amamos o Sol, mas nem por isso ficamos deprimidas.  Se ele não fosse dormir, nós nunca apareceríamos no universo. Por isso somos gratas e o amamos muito. Tu devias fazer o mesmo. Nem sempre se ganha.

 

E a Lua ficou triste. Começou a transformar-se. A cada sete dias ela tem uma forma diferente. Se ela está deprimida vai para o quarto minguante onde esconde quase toda sua beleza. Mas Deus, que sabe o que faz, construiu um quarto crescente onde a Lua pode recuperar da sua melancolia para surgir nova, e depois transformar-se na bela dama Lua Cheia que faz os humanos olharem para o céu e suspirar. Suspirar e sonhar,  porque o sonho é a mola que impulsiona o Homem para frente.

 

 

Maria Hilda de J. Alão

 

Uma história belíssima para iniciar mais uma semana difícil de trabalho.   A vida é feita de contrariedades, mas acho sempre que o que acontece de negativo tem uma razão de ser. A Lua não podia contrariar a sua essência e a sua posição no Universo. Agora e face a muitas contrariedades que nos surgem, podemos sempre alterar o rumo dos acontecimentos, dado que podemos enfrentar os problemas e imprimir a nossa força e esforço na sua resolução. Como costumo dizer... apenas não há resolução para a morte, de resto tudo se resolve!

  

Desejos de uma Excelente Semana!

 



publicado por Sheila às 12:27
link do post | comentar | ver comentários (10) | favorito

Quarta-feira, 5 de Agosto de 2009
Realidades

 

"O Sol sempre se põe a oeste.

Os pontos cardeais foram criados pelo homem, que necessita de referências de espaço e constância.

O movimento do Sol é aparente, não é real.

Não é o Sol que nasce ou morre, é o planeta que gira. Assim como leste e oeste e direita e esquerda, certo e errado são conceitos.

O julgamento representa apenas um ponto de vista, não a realidade absoluta. Se nos fixamos no detalhe, corremos o risco de perder a visão do todo.

O vaivém das ondas é eterno. Faça chuva ou faça sol, os rios correm para o mar. E olhar o mar ajuda-nos a compreender a lição do desapego, pois a vida leva e traz, contrai e expande, em constante mutação...

Esse fluxo traz a renovação. Se o interrompemos porque desejamos apenas receber e acumular o que chega, ocorrerá um desequilíbrio.

Muitas vezes o que nos faz criar atrito com a vida é querer que tudo dure para sempre. Quando paramos de resistir às mudanças naturais da vida, entramos num fluxo de paz e serenidade.

Sempre a Primavera, nunca as mesmas flores, sintetiza o delicado e o subtil relacionamento entre o mutável e o imutável no Universo e na nossa vida. A natureza diz-nos que tudo acontece gradualmente, na interacção e transformação. Em vez de fixar os acontecimentos, podemos saborear o fluxo da vida e prestar mais atenção aos pequenos sinais de mudança que ocorrem a todo instante.

Seja onde for, o chão está sob os pés e o céu acima da cabeça. Quem garante é a lei da Gravidade, e a natureza também revela que existem posições naturais. Cada um tem a sua singularidade e função no mundo.

Para os chineses o céu representa o criador e a terra é a que realiza materialmente o impulso do Criador.

O que nos torna iguais é o facto de sermos diferentes. Este paradoxo ensina-nos que devemos aceitarmo-nos como somos, aceitar os nossos limites, peculiaridades e transformações. E não há motivo para termos inveja de outras pessoas. O céu representa espiritualidade e elevação, e a terra simboliza o aspecto material.

Perceber os ciclos e as mudanças ajuda-nos a confiar mais na vida!"

 



publicado por Sheila às 00:49
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito

* mais sobre mim
* Maio 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


* posts recentes

* O Sonho da Lua

* Realidades

* arquivos

* Maio 2013

* Novembro 2011

* Outubro 2011

* Agosto 2011

* Julho 2011

* Fevereiro 2011

* Janeiro 2011

* Dezembro 2010

* Novembro 2010

* Outubro 2010

* Setembro 2010

* Junho 2010

* Maio 2010

* Abril 2010

* Março 2010

* Fevereiro 2010

* Janeiro 2010

* Dezembro 2009

* Novembro 2009

* Outubro 2009

* Setembro 2009

* Agosto 2009

* Julho 2009

* Junho 2009

* Maio 2009

* Abril 2009

* Março 2009

* tags

* todas as tags

* favoritos

* Chocolate

* Destino

* FoodScapes - Absolutament...

* O tempo voa...

* Escrever a Vida em Capítu...

* Afastamentos

* As Surpresas da Vida

* Momentos de Ternura

* A força da nossa vitória

* Orgasmo da Vida

* links
* pesquisar