Domingo, 19 de Julho de 2009
Momentos de Festejar!

 

Desde algum tempo atrás que na vida faço por manter dois ficheiros distintos no meu interior.

Ao primeiro dou o nome de "arquivo morto" e ao segundo de "experiências".

 

No ficheiro do "arquivo morto", coloco todas aquelas lembranças que me causaram algum tipo de dano, que me colocaram em conflito com os meus próprios sentimentos: de erros cometidos e que jamais pensei em cometer, de desilusões que tive e não consegui ainda perdoar, da lembrança de amigos que falharam na hora em que mais precisava deles, de um amor que não deu certo, daquelas situações de uniões de alguém conhecido que acabam em desastre e até hoje se procuram os culpados, as frustrações, os desencantos, a raiva, o ódio por determinada situação e todos os sentimentos que de uma forma ou de outra me têm desiludido e magoado ao longo dos últimos tempos.

 

Preciso de me livrar destes pesos desnecessários. Tenho necessidade de me renovar para viver dias melhores, libertar-me de determinados sentimentos de uma prisão chamada "passado".

 

No ficheiro das "experiências", faço por guardar comigo e levar para onde for, as imagens e os detalhes dos momentos felizes, das situações difíceis que superei, das vezes em que dei a volta por cima, das lágrimas que chorei mas que consegui secar, da mão que estendi para alguém, do abraço que dei, que recebi e senti paz e alento, da alegria de ter amigos, da esperança que me socorreu várias vezes, do beijo bem dado e daquele bem recebido, do amor correspondido, daquela pessoa que me é muito especial, daquele trabalho que foi especial e me deu alento, enfim todos os sentimentos que me ajudaram a ser forte e me impulsionam para a próxima batalha.

 

Guardo um cantinho para os erros, acho saudável que eles existam na minha vida. Para mim eles servem de espelho para que não tropece no mesmo caminho que já conheço. Hoje sou uma pessoa mais selectiva, mais racional e embora tenha um sexto sentido apurado, prefiro dar tempo ao tempo e não ter pressa de formar uma opinião imediata e irrefutável.

 

Acho que temos que estar sempre prontos para a luta, porque a vida é a eterna batalha entre o bem e o mal, entre o sonho e o pesadelo, entre a esperança e o desânimo, entre a guerra e a paz, entre o amor e o ódio, entre o trabalho e a preguiça, entre os estudos e a ignorância, entre a visão e a cegueira, e só faz uma distinção entre as pessoas: busca os vitoriosos, entre os que lutam e não se acomodam, os que fazem mais e reclamam menos, entre os que preferem ver o lado bom em tudo aos que em tudo só sentem o mal, entre os que decidiram ser felizes e os que se acomodaram com a dor e o desalento da infelicidade e da pena.

 

É o momento de festejar sim, o que foi bom, guarda e aprende.

O que foi motivo de dor, descarta no lixo das emoções passadas.

Acima de tudo temos que estar preparados para seguir em frente e vencer.

 

Tenham uma Excelente Semana!

 



publicado por Sheila às 23:32
link do post | comentar | ver comentários (8) | favorito

Quarta-feira, 24 de Junho de 2009
ABC dos meus alentos..

O que nos faz felizes pode às vezes ser tão pouco. Apenas um lugar ou uma determinada situação, um contacto com um determinado amigo ou a simples recordação de um momento que fica repetidamente marcado na nossa memória, na nossa vida e no nosso coração.
 
Este é o ABC dos lugares, das situações ou dos momentos que me dão alento, me deixam feliz e elevam-me a lembrança ao expoente máximo do bem estar pessoal:
 
A de andar descalça na areia a chapinhar na água do mar
B de beira-mar, ao final do dia a ver o pôr do sol
C de cama confortável, de comer cerejas e chocolate, de cheiro a mar
D de dormir muito e não ter horas para acordar
E de esplanada... junto ao mar!!
F de festejos e festas com amigos, de flores perfumadas
G de gelados de caramelo
H de horizonte, onde por vezes foco o olhar à procura de rumo
I de inícios de novas amizades
J de jantaradas animadas e divertidas entre amigos
K de Kadok, onde vivi momentos inesquecíveis
L de luz brilhante e quente do sol ao entardecer
M de mar, a sua imensidão é fonte de tranquilidade, força ou energia.
N de namorar muito, a qualquer hora... e em qualquer lugar
O de ouvir o som do mar a bater nas rochas, o vento suave a afagar-me o cabelo, o som da chuva a cair lá fora...
P de praia a ver o pôr do sol
Q de quarto, enroscada nos lençois a sentir o conforto do meu colchão de latex.
R de risadas sonoras e sentidas
S de sofá a relaxar e a ver um filme e de sardinhadas com broa de milho!
T de Torre Eiffel, um lugar mágico e com Paris a seus pés.
U de União com a minha cara metade
V de viagens e de todas as recordações que trago comigo no regresso a casa
W de WC, quando estou mesmo à rasquinha para fazer qualquer coisa que ninguém faz por mim...
X de Xarope de cenoura com açucar amarelo que o meu marido faz quando estou com tosse!
Z de zoo do início ao fim, especialmente dos espectáculos com os golfinhos e com as focas e os leões marinhos
 
 E a ti? O que te dá alento?

 



publicado por Sheila às 03:26
link do post | comentar | ver comentários (12) | favorito

Domingo, 14 de Junho de 2009
É hora de brilhar!

 

E cá estou eu de regresso a este meu doce refúgio :)

Melhor que as mini-férias foi termos recebido a noticia que o meu marido tinha sido o escolhido para uma posição muito boa numa conceituada empresa em Lisboa.

Salamanca acolheu-nos doce e calorosamente e proporcionou-nos momentos de imensa cultura, excelentes passeios e de uma perfeita e doce sintonia...

Regressámos com o sabor de uns dias bem passados (prometo fazer um post sobre Salamanca e publicar as fotos muito brevemente) e com a vontade de olhar de frente para o futuro.

A partir de amanhã renascem sonhos, novos desafios se adivinham e a força de viver volta a ser rainha!

 

Para ti meu amor o meu desejo que amanhã inicies esta nova etapa da tua vida em pleno.

Nunca te esqueças que todos nós trazemos connosco estrelas que a vida nos concede.

Estrelas de brilhar, estrelas de crescer.

Estrelas de encontrar o caminho do sonho que se persegue.

Saber reconhecer os brilhos e as estrelas é o nosso destino.

Brilhar é acreditar na força que as estrelas têm.

Que leves as estrelas no teu coração e que te ajudem a iluminar o caminho deste novo desafio!

Não te esqueças de viver com os 3 E's que brilham das Estrelas: Energia, Entusiasmo e Empatia. 

O amanhã nasce do que tu sonhas hoje!

 



publicado por Sheila às 23:51
link do post | comentar | ver comentários (14) | favorito

Quinta-feira, 14 de Maio de 2009
Rescaldo de um Dia Feliz :)

 

 

E a vida é mesmo feita de momentos! O dia de ontem foi pleno de momentos bons, doces, divertidos, emotivos e muito felizes!

E a Felicidade é como um puzzle....

Todos os dias colocam-se peças no grande puzzle da vida, como por exemplo os afectos e as nossas emoções... se há dias em que descobrimos que há peças que não encaixam em lado nenhum há outros em que encontramos à primeira as peças que encaixam na perfeição! E foi isso que senti ontem... uma enorme Felicidade... e que é:

 

               ... ter amigos como vocês!

 

                    ... um sentimento que se multiplica à medida que é dividido!

 

O primeiro voto de parabéns chegou-me por skype às 23h05... do amigo Carlos que está na Holanda... e uns minutos depois do Pedro que está no Reino Unido! Lá já era dia 13...

 

Por terras lusas, e embora só tenha nascido às 2h45 da manhã... logo às 0h10 de 13/5/2009 começou a chuva de mensagens por telemóvel, skype, msn e hi5.

Deitei-me e senti-me abençoada pela vida!

Este sentimento que nos aquece a alma e o coração manteve-se durante o dia com os telefonemas, as sms's, os abraços, os beijinhos, os comentários aqui no blog... tão bom!!

Mais uma vez agradeço o carinho, a ternura e os miminhos que me dedicam e acima de tudo o privilégio de poder partilhar a vossa amizade!

 

Além dos mimos bons e palavras meigas... também recebi prendas lindas e que aqui partilho convosco... agora... ao vivo e a cores... tcha nan  

 

Prenda dos amores da minha vida...

 

 

... hummm divinal e que partilho convosco! :)

 

... duas peças especiais acompanhadas de um cartão especial...

 

da Mariana, Rute e Timon... :)

 

 

e como apreciadora que sou de livros...

mais uns para colocar na minha lista :)

 

 

Além destes presentes lindos e que eu adorei :), não posso deixar de salientar outros dois que recebi, que não foram materiais, mas foram hiper e ultra especiais... um postal de um amigo que atravessa uma fase menos boa da sua vida, mas que caminha a passos largos para dar a volta e dar a oportunidade à vida e à felicidade! ... o outro presente foi um email lindo, meigo e com um convite que me encheu a alma e me fez sorrir pelo carinho, pela confiança e pela amizade que me transmitiu... é um amigo aqui do blog, e a quem envio um beijinho muito grande!

 

O fim de tarde e jantar foi passado com os meus papás, que dentro de dias regressam ao Algarve  e o final de noite culminou com a presença dos amigos do coração, que não deixaram de estar comigo e de me mimar. Gosto muito de vocês Amigos e quero-vos na minha vida para Sempre! Beijo grande para vocês...

Ahhh mas ainda houve tempo para fazermos planos para uns dias de lazer em Junho... porque esta foi a prenda de aniversário de casamento que ofereci ao meu maridão...

 

   

E para já a preferência vai para a "Quinta do Burgo", em Amares pertinho do Gerês... (a 20km de Braga lol)... http://www.quintadoburgo.com/estrutura.html

A quem já conhecer... aproveitava para pedir feedback lol

 

E olhem... foi um dia bem passado, super emotivo e ultra feliz! Fica agora na minha memória e será um dia a recordar sempre... porque a vida é feita de momentos... e se forem felizes que mais podemos desejar??

 

Beijos Doces!

 

 



publicado por Sheila às 16:51
link do post | comentar | ver comentários (18) | favorito

Terça-feira, 12 de Maio de 2009
Cumplicidades...

... via msn, ao final da manhã numa reunião que estava a ter com o banco Santander...

 

Rui diz: Olá mor, linda!

Sheila diz: Olá meu amor!

(...)

Sheila diz: o menino já fez os tpc's? lol

Rui diz: Só agora cheguei a casa

Rui diz: vou pegar agora

Sheila diz: xiii q andaste a fazer?

Rui diz: compras

Rui diz: para casa e para o meu amor +lindo

Rui diz: ehehe

Sheila diz: llooll

Sheila diz: ena ena

Sheila diz: o desemprego anda a fazer-te bem!

Sheila diz: ahahah

Sheila diz: pela 1ªvez não me perguntaste o que eu queria de prenda lol

Rui diz: pois o tempo que tenho vago tb ajuda

Rui diz: lol

Rui diz: já encomendei o teu bolo :P

Rui diz: não vás encomendar 1

Rui diz: lol

Sheila diz: pois nem me lembrei disso acreditas!

Rui diz: eu não me esqueço de ti!

Rui diz: que pensas!!

Sheila diz: e encomendaste para o jantar com os meus pais ou para casa?

Sheila diz: eu sei que não te esqueces! :)

Rui diz: tá tudo tratado!

Rui diz: não te preocupes...

Sheila diz: és o meu companheiro lindo :)))

Sheila diz: e eu amo-te muitoo

Rui diz: lol

Rui diz: e eu a ti do fundo do meu coração!

 

 

«Num casal,

talvez o mais importante

não é querer tornar o outro feliz,

mas tornar-se feliz

e oferecer-lhe essa felicidade.»

Jacques Salomé

 

O Amor é lindo! E este é o meu

 


sinto-me: amada

publicado por Sheila às 14:51
link do post | comentar | ver comentários (11) | favorito

Domingo, 10 de Maio de 2009
Há dias assim...

A vida é feita de momentos!

 

Os de hoje são de puro e doce relax... no conforto do lar e do meu sofá em especial, num "difícil" confronto com a televisão lol. Lá fora o céu cinzento também ajuda a este momento de dolce fare niente e que, aproveitando mais um intervalo no filme que estou a ver, me faz ver que já há muito não passava momentos tão tranquilos e relaxantes e me faz sentir como é boa a felicidade intima destes pequenos momentos!  Que são mágicos e são tão nossos!

 

Feliz Aniversário Bruno! Que o teu dia tenha sido feito de doces e felizes momentos!

 

Tenham uma boa semana!

 


sinto-me: tranquilidade

publicado por Sheila às 19:23
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito

Quarta-feira, 6 de Maio de 2009
Há certas horas na vida

 

 

Uma mistura de sentimentos faz-me escrever este post.

Há certas horas em que não precisamos de um amor, não precisamos de paixão, não ansiamos por nada material. Do nada uma doença que chega silenciosamente abala a nossa vida por completo... e tudo o que até aqui considerávamos importante assume uma dimensão tão minúscula! Há certas horas em que só queremos a mão no ombro, o abraço apertado, o estar ali, quietinho, ao nosso lado ... sem nada dizer ...

Há certas horas, quando sentimos que estamos para chorar, que desejamos uma presença amiga, que nos ouça, que nos mime, que nos faça companhia e que nos faça sorrir e acreditar. Apenas alguém que nos faça sentir o quanto é nosso amigo e que a sua presença nos faça sentir que está ali connosco. Este é o sentimento que invade uma pessoa que faz parte da minha vida. A minha cunhada Adelaide, a quem dedico este post.

Querida Laida

 

Há certas horas na vida que temos que ser fortes, para ti esta etapa da tua vida é das mais difíceis por que alguma vez passaste.

Quero dizer-te que vamos estar sempre ao teu lado, que o nosso ombro será o teu ombro. A nossa companhia, carinho e presença será infinita.

Lembra-te sempre que...

Deus não nos criou para nos sentirmos derrotados perante os problemas e os obstáculos que a vida nos apresenta.

Deus não nos criou para nos deixarmos levar pelo desânimo e tristeza que bate, por vezes, à porta do nosso coração sempre que alguma coisa não corre bem.

Quando parece que o sonho se desfaz e aparece aquela ruga no rosto, sinal de toda uma preocupação que nos ocupa a mente e passa a viver no pensamento nunca deixes de acreditar que o amanhã, à luz de um novo dia, tudo poderá parecer menos grave e sem o impacto inicial causado.

À pequenez da minha fé, sabes que não sou católica praticante, que não acredito num Deus mas acredito na protecção de uma força poderosa (que teimo em não personificar) que existe e que nos acompanha sempre.

Esta força acompanha-nos, coloca-nos em situações em que temos que evoluir mas não coloca nos nossos ombros um peso maior do que aquele que podemos suportar.

As experiências desagradáveis, pelas quais passamos na vida servem para evoluirmos, para fortalecermos o espírito, enriquecer os nossos conhecimentos e a darmos valor às pequenas grandes coisas que temos na vida. A dor e a tristeza tornam-nos mais fortes... os sentimentos negativos são inimigos perante os quais não podemos esmorecer, e sabes porquê?

Porque ao evoluirmos e lutarmos contra um cancro o gosto da vitória será sublimemente doce e reconfortante!

 

Sabes que não tenho o hábito de rezar, mas hoje quando me chegou a sms do R a dizer que ias começar a quimio, não pude deixar de o fazer. Prometo-te que todos as noites farei uma oração por ti, pela Marina e por todas as Mulheres que enfrentam a dura realidade de lutarem contra um bicho cruel chamado cancro de mama!

 

Beijo doce pleno de força, coragem e esperança!

 


sinto-me:

publicado por Sheila às 23:56
link do post | comentar | ver comentários (10) | favorito

Sábado, 25 de Abril de 2009
Nada acontece por acaso...

Quando um novo desafio surge na nossa vida, temos tendência a agarrá-lo com entusiasmo. Preparamo-nos para que o abstracto ganhe forma. Empenhamo-nos ao máximo. Passamos a viver sob alçada de darmos o nosso melhor!

Um dia a prova final chega e há que tornar o abstracto em concreto. Arriscamos e, a dado momento, falhamos! Falhamos de forma inexplicável!

Há dias em que apetece desistir, ficar-se parado no stop para deixar passar todos os problemas ou fracassos que entram de mansinho na nossa vida!

Nem sempre conseguimos superar as dificuldades, os medos e a pressão. De repente, tornamo-nos no pesadelo do próprio eu. Éramos diamante que se transformou em carvão.

Nos dias seguintes, o sentimento de fracasso aumenta.

Lamentamos as nossas falhas. Sentimo-nos culpados por não termos sido melhores. Martirizamo-nos!.

O novelo de algodão branco dos nossos pensamentos fica manchado. Choramos todas as lágrimas do corpo até ao absoluto cansaço, até que o abatimento esgote o eu.

A tristeza entra na nossa vida e faz-nos viver em banho maria. A palavra de ordem é a lentidão!

A tristeza é prima da melancolia e do tédio existencial.

Para acabar com a tristeza, é preciso reflectir, procurar o apoio dos outros e deixar que o tempo sare algumas feridas.

Mas a tristeza não é totalmente negativa... e obriga-nos a parar, a fazer uma espécie de retiro espiritual. Só assim podemos aprender a evitar situações semelhante àquela que nos causou a dor. A tristeza também nos protege da agressividade do outro e origina uma onda de empatia e de apoio.

Esta última semana que passou foi complicada e stressada. Demasiadas coisas acontecer ao mesmo tempo no trabalho, com algumas horas de boa disposição e muitas de stress, de coisas para resolver, de pequenos imprevistos para pensar e tentar dar a volta...

Esta semana falhei! Provei o amargo sabor do fracasso, da tristeza e da desilusão. Inexplicavelmente esqueci-me de um jantar de aniversário de uma amiga que adoro! Inexplicavelmente deixei que o stress e a azáfama, que vivo no trabalho, cruzasse e atropelasse a minha vida pessoal. Por mais que me esforce não consigo entender este esquecimento. E apesar de não ter tido consequências na minha amizade com essa minha amiga, (que me provou que a nossa amizade consegue estar acima de tudo), não consigo deixar de sentir esta tristeza e desilusão com o meu eu!

Como já disse aqui no meu blog... vou algumas vezes ao fundo do poço mas não consigo ficar lá muito tempo... tento sempre ultrapassar os obstáculos, os fracassos e as desilusões pelo simples facto de aceitá-los como parte integrante da minha vida.

Fiquei triste e desanimada. Senti-me desiludida comigo própria. Mas quem me rodeia não merece que eu me sinta triste e desanimada e quem me conhece sabe que tenho muita força interior.

Nada acontece por acaso... é o titulo deste post! Neste período de tristeza eis que recebo Mimos!

Mimos virtuais que conseguem entrar na realidade dos meus sentimentos e me deram uma força tão grande!

Ontem, sexta-feira, passei toda a manhã entre duas reuniões... numa das pausas consegui vir ao blog e postar algumas imagens que me fizeram rir... sabia que precisaria de me motivar para o resto do dia... e deparei-me com os mimos da green.eyes e da pingodemel.Tive um dia tão exaustivo ontem, que ao fim do dia adormeci no sofá, extenuada de cansaço... dormi 14 horas seguidas! Só hoje me é possível agradecer os vossos mimos e a estes juntam-se outros mimos que recebi hoje do falar-ao-acaso e da azuldoceu.

 

 

Interpreto o meu esquecimento como um sinal de que tenho que abrandar o ritmo no trabalho. Interpreto a minha tristeza comigo própria  como sinónimo de fraqueza e vazio... mas um vazio que tem cura... basta enchê-lo com afecto! Afecto de mim própria e afecto dos outros que gostam de nós. Os afectos não se forçam... sentem-se!

Queria dizer-vos que senti o vosso afecto! Os mimos recebidos vieram colmatar esse vazio e encheram-me o coração. Só me resta dizer... bem haja aos vossos miminhos, que tão bem que me fizeram sentir!

O meu sincero obrigado!

 

Passo estes mimos a todos os meus amigos aqui do blog e em particular aqueles de quem os recebi: à Green Eyes, à Pingo de Mel, ao Falar-ao-Acaso e à Azul do Céu e a alguns que destaco por particular carinho, pelo apoio e palavras amigas que tenho trocado por email ou msn ou skype. Devia destacar cinco amigos, mas porque na vida há coisas que sabem bem a triplicar, os meus mimos de hoje vão para estes amigos:

MIGUXA

100timento

Just Moments

Sugar

Blue Eyes

cuidandodemim

miúda

tn

fairyland

Sorrisoduplo

sonhandoaosquarent...

TST

Infinito e Mais Al...

mamaepedro

Joana

 

Deixo-vos com esta melodia que também me tem enchido o coração :)

 

Lucky

Do you hear me, I'm talking to you
Across the water across the deep blue ocean
Under the open sky oh my, baby I'm trying

Boy I hear you in my dreams
I feel you whisper across the sea
I keep you with me in my heart
You make it easier when life gets hard

I'm lucky I'm in love with my best friend
Lucky to have been where I have been
Lucky to be coming home again

They don't know how long it takes
Waiting for a love like this
Every time we say goodbye
I wish we had one more kiss
I wait for you I promise you, I will

I'm lucky I'm in love with my best friend
Lucky to have been where I have been
Lucky to be coming home again
I'm lucky we're in love in every way
Lucky to have stayed where we have stayed
Lucky to be coming home someday

And so I'm sailing through the sea
To an island where we'll meet
You'll hear the music, feel the air
I put a flower in your hair

And though the breeze is through trees
Move so pretty you're all I see
As the world keep spinning round
You hold me right here right now

I'm lucky I'm in love with my best friend
Lucky to have been where I have been
Lucky to be coming home again
I'm lucky we're in love in every way
Lucky to have stayed where we have stayed
Lucky to be coming home someday

 

 


sinto-me: em paz, feliz

publicado por Sheila às 23:54
link do post | comentar | ver comentários (21) | favorito

Quarta-feira, 8 de Abril de 2009
Uma frase que adoro dizer!

 

É tão bom não fazer nada e depois descansar!

 

Contextualizando a dita... estou finalmente de Férias!   Quem me ouvir "falar" até pensa que entrei de férias por umas semanas... mas 3 dias aliados a um feriado e a um fim de semana... acreditem que parece um bênção! 

 

Vai ser dolce far niente de dia mas à noite... e porque a banda larga móvel faz milagres... à noite virei visitar-vos! Sim porque ir visitar os meus pais até ao Algarve é sempre muito bom... mas à noite e quando a Inês vai para a caminha... assistir ao zapping do meu pai por cinquenta e tal canais... é dose!!!!

 

Beijinhos para todos e votos de uma boa semana!



publicado por Sheila às 01:10
link do post | comentar | ver comentários (17) | favorito

Quinta-feira, 2 de Abril de 2009
Diário Pessoal - parte da tarde!

Mais uma pausa no trabalho! No meio de tantos números e fórmulas e somatórios e não sei que mais sinto-me como que um daqueles monitores da bolsa que correm linhas e mais linhas de números como se de um colapso se tratasse! Assumo que hoje estou brutalmente cansada!

 

Hoje tem sido um dia cheio... não só no campo profissional mas também no pessoal!

 

13h30 - almocei com a minha cara-metade. Ao menos que a situação do seu desemprego nos proporcione alguns bons momentos e umas "escapadelas" românticas!

 

14h30 - rumo ao colégio levantar as notas da Inês.

obs. a registar: já sou uma mãe babada... mas hoje vim do colégio mais babada ainda lol a Inês teve muitos satisfaz plenamente e uns quantos satisfaz muito bem! Tem de facto sabido progredir, tem estado mais atenta. É a mais participativa e bastante acertiva na forma como interage com os colegas... é por inúmeras vezes a escolhida como líder, como responsável na ausência do Professor da sala de aula. Assumo que Gostei! Encheu-me de orgulho! Sai de lá com um sorriso de orelha a orelha :) Pena que o destino fosse regressar à empresa! SNIF

 

A registar ainda algo muito giro que me aconteceu e que não sei porquê quero interpretar como um sinal de qualquer coisa boa! A dada altura da conversa com o Professor e focados na disciplina de Linguagem Gestual... tive um impulso de mencionar o meu interesse pessoal neste campo. Ao que o Professor me começa a falar de um curso em Linguagem Gestual, a iniciar em finais de Abril.. Vamos ver se o curso é extensível a um público que não o da Docência e se é desta que cumpro um desejo que acalento há já algum tempo!

 

E agora vou voltar aos números... mas antes de voltar ao trabalho mesmo (hoje tá dificil!) vou publicar algo até relaccionado indirectamente com "números" lol Sim isto de avaliações fez-me hoje recuar a um episódio laboral ocorrido em Fevereiro...

 

Até já!

 



publicado por Sheila às 17:59
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

Diário Pessoal - hoje de manhã!

Hoje o meu dia começou mal! Detesto levantar-me em salto da cama... quem me tira aqueles minutos de "preguicite" aguda , (mesmo que de 5 em 5 minutos não me livre de carregar não sei quantas vezes no botão do telemóvel!) tira-me a boa disposição matinal!

Mas hoje foi um desses dias!

A Inês tinha que estar mais cedo no Colégio... é que agora em vez de haver aulas há ACTIVIDADES e hoje lá iam num passeio à descoberta da natureza, no Jardim Botânico!

Primeiro a eternidade que a minha filha leva em acabar o pequeno-almoço! Depois sobe escada... desce escada à procura do chapéu do colégio; depois faltava não sei mais o quê! Depois havia a declaração de autorização do passeio para assinar... o procurar na carteira o 1,5€ do custo da actividade! Mas enfim lá saimos de casa... com a Inês ainda de pão na mão!

Pelo caminho apanhei todos os "anormais" possíveis e imaginários... dos que vão a 20km/hora... e ainda se lembram de travar quando não levam ninguém à frente... ainda equacionei se hoje seria dia de feira (cá temos a feira dos 7 e dos 23 e infelizmente o recinto fica muito próximo do colégio)... mas não!

Digamos que o chegar à escola foi precedido de umas quantas "blasfémias"... A minha Inês assim como que por passes de mágica acabou o pão! Achei aquilo estranho! Quando chegámos ao colégio e dado que a porta dela não abre por dentro... lá cumpro este ritual! Qual não foi o meu espanto quando vejo o guardanapo azul posicionado na aba de porta! Os meus olhos ainda se arregalaram mais quando peguei no guardanapo e deparo-me com outros bocados de pão de outras vezes em que isto acontece! Momentaneamente saltou-me a tampa! Berrei com ela, tive vontade de lhe dar uma palmada, mas em vez disso berro berro e volto a berrar! Amuámos as duas, uma com a outra... na hora de entrar no autocarro para a visita bastou uma troca de olhares para ela correr para mim, me abraçar e me pedir desculpa... também eu lhe pedi desculpa por ter berrado e ter sido dura nas palavras que anteriormente lhe tinha proferido.

Momentos que são um misto de belo e triste, cujo impacto é fazerem-me re-pensar no quanto eu tenho ainda que evoluir na paciência e no modo como muitas vezes reajo... e no orgulho que sinto por ela saber pedir desculpa, reconhecer que também errou e por me transmitir que também ela está decididamente pronta a ajudar-me a percorrer esse caminho!



publicado por Sheila às 15:49
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito

Sexta-feira, 27 de Março de 2009
Pânico... Aflição e Remorso...

Acabei de chegar do almoço. Parei na tabacaria habitual para comprar tabaco para o fim de semana e não pude deixar de reparar nos destaques das revistas... quase todas orientadas ainda para o trágico desaparecimento do pequeno Diogo, de 4 anos, sobrinho do mediático jogador Simão Sabrosa. Inevitavelmente vou acompanhado o assunto, já li a mesma história contada de diversas formas e algumas apontam para a falta de cuidado ou de demasiada tranquilidade demonstradas naquela tarde soalheira de Março. Mas enfim escrevo estas linhas, não para me focar ou apontar ou apurar a culpa... porque não vale a pena... o azar e o infortúnio bateu à porta de mais uma familia, como infelizmente acontece diariamente a tantas outras mas esta mereceu outro destaque e mesmo sem termos voto na matéria somos impelidos a acompanhar o seu desenvolvimento. Alguém ouviu mais alguma coisa do caso do bébé que morreu esquecido numa viatura em Aveiro?

Infelizmente tive um episódio na minha vida pessoal que queria partilhar e mostrar que às vezes não é por sermos irresponsáveis ou demasiado tranquilos ou permissivos que evitamos cometer erros...  infortúnios irremediáveis!

Sempre que o tempo permite gosto de estender a minha tarde, após o trabalho, e aproveitar os últimos raios de sol numa esplanada. No ano passado cumpri este percurso religiosamente... ia buscar a Inês à escola por volta das 18h e lá iamos nós para o Parque Verde aqui em Coimbra. Ela ia para o parque infantil e eu ficava a vê-la da esplanada mesmo ao lado do parque. Num desses finais de tarde, encontrei-me lá com a Madrinha da Inês... já muito perto do final da tarde a Inês vem ter connosco à esplanada acompanhada de uma menina e da sua respectiva mamã!. Pediu-me se podia ir a correr até ali ao fundo... (aliás deixem-me situar-vos: temos uma esplanada, em frente desta temos o parque infantil e uns 10 metros depois do parque um urso gigante... e uns 20 metros para trás do urso está a ponte pedonal que liga as duas margens do rio... o nosso angulo de visão é por isso frontal até aqui... ficamos sem visibilidade a partir da ponde pedonal que se estende para a frente 100 metros até ao Pavilhão de Portugal, o último edíficio que se destaca deste parque, também conhecido como o espaço das "docas" )... é mais ou menos isto:

.... assumi que o ir até ali ao fundo fosse até ao urso, dar a volta a este e regressar... até porque lhe tinha dito que tinhamos que ir embora. A mãe da menina disse-me que iria a correr com elas... eu assenti com a cabeça e lá partiram felizes pelo percurso traçado.

Como mãe atenta que sou... vi a Inês a correr... por momentos perdi-a do meu radar de visão, dado ter passado por trás do  Urso... dei mais ao menos aqueles segundos e aguardei o regresso... não passaram mais que 2 minutos e dou o alerta à Madrinha da Inês que já tinham tido tempo de dar a volta para trás... Ficámos ali uns segundos a pensar que possivelmente tinham ido mesmo até junto da entrada da ponte pedonal e dai a demora no regresso pelo qual os nossos olhos tanto ansiavam... Nada! 

Por impulso levantei-me, preocupada mas ainda com alguma calma e comecei a andar na direcção que elas tinham seguido... passei o parque infantil, passei o urso, passei a ponte pedonal, olhei em frente e apercebi-me que não via a minha filha, aliás não se via viv'alma! Fiquei aflita! Entrei em pânico... só pensava está ali mesmo a entrada para o parque de estacionamento... já a meteram num carro...  perdi a minha filha.... e pior é que eu permiti.... que tinha acabdo de consentir que tal me estivesse acontecer! Quanto mais andava, mais aflita e impotente me sentia... cheguei a pensar que mal conseguia identificar aquela mulher, aquela outra criança... apenas na memória tinha o facto da menina usar uma t-shirt da Assoc. Acreditar... nada mais! A Madrinha da Inês a meu pedido voltou para trás, podia-se ter dado algum desencontro e seria importante que alguém permanecesse na esplanada. Andei muitos e muitos metros como louca, com o coração em pânico, nem sei neste momento descrever o que senti naqueles minutos... acho que os piores minutos de toda a minha vida! Respirei de alivio quando ao longe vejo 2 crianças a brincar com uma senhora... não foi preciso muito para reconhecer a minha filha. Na altura não demonstrei áquela mulher o pânico em que segundos antes tinha tomado o meu corpo, a minha cabeça, o meu coração, mas apenas umas semanas depois. Hoje encontramo-nos regularmente, jantamos quase todas as semanas juntos, partilhamos momentos mágicos nos nossos lares.... mas tudo poderia ter sido tão diferente! Meu Deus como neste momento podia fazer parte de mais uma familia destroçada... não quero nem imaginar!

Isto para vos dizer que não sou uma pessoa irresponsável, ou pouco atenta ou demasiado relaxada... mas por fracções de segundos não medi qualquer consequência, não vi mal algum em ter dado o OK GO à minha filha... ainda hoje sinto um misto de remorso, de raiva pelo meu acto irreflectido e impotência no sentido de não ter calculado esse risco! No risco em que insensatamente coloquei a vida da minha filha!

Olhando para trás posso hoje esboçar um sorriso de tranquilidade. Agradecer ao meu anjinho da guarda e tirar deste triste episódio uma grande lição de vida!



publicado por Sheila às 15:08
link do post | comentar | ver comentários (12) | favorito

Quarta-feira, 25 de Março de 2009
Memórias

O Sol está abrasador

à minha frente

a brisa fresca do mar

e o meu pensamento

continua preso a ti.

Fumo um cigarro

mas acabou...

Como espero ter acabado

o tempo desta tua

prolongada ausência.

Que saudades!

Agora...

o meu coração questiona-se...

Será que também

sentiste a minha falta?

Será que sentiste o mesmo?

O mesmo que eu senti

quando estive tão longe de ti,

de tudo aquilo que nos cerca

e que nos une?

Tenho medo!

E afinal, nem sei de quê!

Talvez de uma outra desilusão.

Não! Não! Não!

Não me fazias isso...

Mas, e mesmo pensado assim,

continuo a ter medo.

Medo de já não seres o mesmo,

medo de te perder, de já não

sentires o mesmo por mim.

E a saudade aperta cada vez mais!

No meu pensamento,

nasce outra interrogação:

- Onde estarás neste momento?

Estás longe e ao mesmo tempo

tão perto!

Ontem,

na praia,

à noite,

a lua cheia iluminava o mar.

Tudo estava tão calmo.

Sentia-me sozinha.

E o meu pensamento estava

e continua preso a ti.

O mar estava bravo

e pareceu-me revoltado.

Chorei!

Chorei com o mar,

chorei a tua ausência com o mar!

Depois de ter chorado,

senti-me novamente segura

para enfrentar de novo a solidão,

a tua ausência que rodeava

o meu pensamento.

Volta depressa.

Volta para mim.

Se não...

se na tua cabeça

não houver espaço para mim...

não voltes!

Eu não ia aguentar!

Amo-te demais!

 

(Praia do Cabelo/ F.Foz, Setembro 1991)

 

Escrevi este texto, no meu caderno de memórias, em 1991. O contexto inseriu-se num período de férias que passei longe da pessoa com quem namorava na altura. É engraçado lermos o nosso estado de espírito em determinadas alturas da nossa vida...

Com orgulho posso dizer que os meus medos não passaram disso mesmo, de medos! Que após 18 anos deste estado de espírito, o namorado na altura é hoje marido, continuamos juntos e que de facto constato que os nossos sentimentos continuam em sintonia, mas sem medos, sem ausências e ainda com muito espaço e amor para partilhar!

Obrigado por continuares a ser o meu porto de abrigo!



publicado por Sheila às 01:55
link do post | comentar | ver comentários (10) | favorito

Quinta-feira, 12 de Março de 2009
Pensamento Positivo! parte 2

Chamem-lhe sensibilidade feminina ou sexto sentido.. não tenho dúvidas que é um sentimento real... hoje provei o seu travo amargo e por momentos senti o chão a fugir, os olhos a humedecer... aquela impotência que nos atordoa...

 

19H30 - consulta de Otorrinolaringologia! Uma médica simpática, bem disposta e que revelou, desde que entrámos na sala, uma empatia enorme com a Inês. Eu estava calma e por momentos dei-me conta do orgulho que senti pela minha filha... na sua postura, nos seus diálogos com a médica... digo-vos com sete anos está muito crescida mesmo!

 

Um primeiro exame e o impacto directo e frontal que de facto há um problema! Não é apenas a cera acumulada mas um problema interno, no tímpano... dada a inflamação "feia" que a médica detecta a "olho a nu". Um primeiro veredicto... necessidade de cirúrgia! Em frações de segundo sentimos o chão a fugir, o nosso pensamento começa a derrapar em sintonia com o bater descompassado do coração! Interiormente fiz um esforço em travar as lágrimas... não por vergonha (chorar faz-me bem, acalma-me e reconforta-me) mas porque sabia que não era o momento e que a Inês não ia perceber!

 

Um segundo exame (Audiograma)... que contra todas as expectativas teve bons resultados. A médica até o repetiu para ter a certeza que a Inês não a estava a enganar. (o dito exame consistia em a Inês se manifestar sempre q ouvisse um det. som). Por momentos recuperei o chão, as lágrimas fugiram!

 

Contrariamente ao diagnóstico inicial, valia a pena tentar um primeiro tratamento... moroso é certo (1,5 meses - 4 medicamentos), mas que daqui a 3 meses poderá dizer-nos se a intervenção círúrgica será ou não uma realidade!

 

Agora que estou mais calma, que já enfrentei os meus pensamentos, que já me fechei comigo mesma, que já ultrapassei a impotência que inevítavelmente se sente nestas alturas  e em que por momentos senti o meu optimismo esgotar-se, sinto-me mais serena... (obrigado AMIGOS, MANA...  pelas vossas sms's)... , mais confiante em que vai correr tudo bem... em que a "minha" estrelinha continua presente na minha vida.

 

Afinal é uma cirurgia super normal, hiper simples! Há problemas e situações bem piores de aceitar e de conseguir ultrapassar! Mas ULTRAPASSAM-SE! Fazem-nos crescer, tornam-nos mais fortes, mais humanos, mais maduros e aquela impotência inicial passa a não fazer sentido, é substítuida por uma força de amor,  de ajuda, de carinho tão forte, tão forte que é impossível não sentir que no final TUDO VAI CORRER E ACABAR BEM!

 

(Paulinha... concordo ctgo... "o que tiver que ser, será sempre o melhor para a Inês! )


sinto-me: viva!

publicado por Sheila às 23:29
link do post | comentar | ver comentários (7) | favorito

Pensamento Positivo!

Hoje confesso que me sinto apreensiva...  vou com a minha Inês ao Otorrinolaringologista (xiça de palavra) ao final da tarde!

 

De há uns tempos a esta parte tenho notado que a minha filhota, por vezes, não nos ouve lá muito bem! Os "sintomas" passam pelo constante aumento de volume da TV, por nos dizer "k"? ou "hã"? quando lhe dirigimos a palavra... embora em nenhum dos casos mostre aquele comportamento de "virar a orelha" na nossa direcção. Na semana passada e num dia em que a fui buscar ao colégio... fui encontrá-la mto triste... parece que uma das auxiliares lhe tinha dito qqer coisa que não devia fazer... mas que pelos vistos acabou por fazer! e ela na sua doce inocência disse-me... "mas mãe... eu não ouvi o que a Dª Guida me disse!" Acho que tomei consciência, quase que inconscientemente, que algo podia não estar bem!

 

E hoje lá vamos nós ver se realmente temos ou não motivos para nos preocuparmos...

 

Sou uma pessoa muito positiva (é o que me vale!) e sei que mesmo que isto seja um problema... o vamos saber contornar e resolver. Às vezes na vida são estes pequenos "contra-tempos" que acabam por nos fazer dar valor a coisas que nem reparávamos. Tento diariamente aceitar as contrariedades, os problemas, as frustrações etc... da forma mais positiva que me é possível... fazem parte da vida, fazem-nos sentir vivos e fazem-nos dar imenso valor a tudo o que de bom temos!

 

 


sinto-me: apreensiva!

publicado por Sheila às 12:03
link do post | comentar | favorito

* mais sobre mim
* Maio 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


* posts recentes

* Momentos de Festejar!

* ABC dos meus alentos..

* É hora de brilhar!

* Rescaldo de um Dia Feliz ...

* Cumplicidades...

* Há dias assim...

* Há certas horas na vida

* Nada acontece por acaso.....

* Uma frase que adoro dizer...

* Diário Pessoal - parte da...

* Diário Pessoal - hoje de ...

* Pânico... Aflição e Remo...

* Memórias

* Pensamento Positivo! part...

* Pensamento Positivo!

* arquivos

* Maio 2013

* Novembro 2011

* Outubro 2011

* Agosto 2011

* Julho 2011

* Fevereiro 2011

* Janeiro 2011

* Dezembro 2010

* Novembro 2010

* Outubro 2010

* Setembro 2010

* Junho 2010

* Maio 2010

* Abril 2010

* Março 2010

* Fevereiro 2010

* Janeiro 2010

* Dezembro 2009

* Novembro 2009

* Outubro 2009

* Setembro 2009

* Agosto 2009

* Julho 2009

* Junho 2009

* Maio 2009

* Abril 2009

* Março 2009

* tags

* todas as tags

* favoritos

* Chocolate

* Destino

* FoodScapes - Absolutament...

* O tempo voa...

* Escrever a Vida em Capítu...

* Afastamentos

* As Surpresas da Vida

* Momentos de Ternura

* A força da nossa vitória

* Orgasmo da Vida

* links
* Doces Miminhos
* pesquisar