Quinta-feira, 12 de Novembro de 2009
O Amor nunca acaba!

 

"Um homem e uma mulher vivem uma intensa relação de amor e depois de alguns anos separam-se. Cada um vai em busca do próprio caminho, saem do raio de visão um do outro. Que fim levou aquele sentimento? O amor realmente acaba?

O que acaba são algumas das nossas expectativas e desejos, que são substituídos por outros no decorrer da vida. As pessoas não mudam na sua essência, mas mudam muito de sonhos, mudam de pontos de vista e de necessidades, principalmente de necessidades.

O amor costuma ser moldado à nossa carência de envolvimento afectivo, porém essa carência não é estática, ela modifica-se à medida que vamos tendo novas experiências, à medida que vamos aprendendo com as dores, com os remorsos e com os nossos erros todos.

O amor mantém-se o mesmo apenas para aqueles que se mantém os mesmos.

Se nada muda dentro de nós, o amor que sentimos, ou que sofremos, também não muda. Amores eternos só existem para dois grupos de pessoas. O primeiro é formado por aqueles que se recusam a experimentar a vida, para aqueles que não querem investigar mais nada sobre si mesmo, estão contentes com o que estabeleceram como verdade numa determinada época e seguem com esta verdade até os 120 anos. O outro grupo é o dos sortudos: aqueles que amam alguém, e mesmo tendo evoluído com o tempo, descobrem que o parceiro também evoluiu, e essa evolução deu-se com a mesma intensidade e seguiu na mesma direcção. Sendo assim, conseguem renovar o amor, pois a renovação particular de cada um foi tão parecida que não gerou conflito.

O amor não acaba. O amor apenas sai do centro das nossas atenções.

O tempo desenvolve as nossas defesas, oferece-nos outras possibilidades e avançamos porque é da natureza humana avançar. Não é o sentimento que se esgota, somos nós que ficamos esgotados de sofrer, ou esgotados de esperar, ou esgotados da mesmice.

Paixão termina, amor não.

Amor é aquilo que a gente deixa ocupar todos os nossos espaços, enquanto for bem-vindo, e que transferimos para o quartinho dos fundos quando não funciona mais, mas que nunca expulsamos definitivamente de casa."

 



publicado por Sheila às 15:20
link do post | comentar | favorito

21 comentários:
De MIGUXA a 12 de Novembro de 2009 às 18:20
Sheila,

Fofura, não diria melhor...De facto numa relação amorosa ou ambos se libertam e buscam em conjunto renovação, ou valha-nos a santa, ou não dura ou se dura vai moendo até morrer.

Beijocas doces
Margarida


De Sheila a 15 de Novembro de 2009 às 02:50
Doçura,
Este texto reflecte exactamente a minha forma de ver e de sentir. O amor nunca acaba! E numa relação ambos têm que evoluir e renovarem o seu amor.
Beijinhos doces minha querida e doce amiga e o desejo de um Domingo muito feliz junto dos que mais amas :)


De cuidandodemim a 12 de Novembro de 2009 às 18:31
Excelente texto. Não sei se é teu ou não, mas define a evolução das relações na perfeição.
Bjns


De Sheila a 15 de Novembro de 2009 às 02:55
Olá Linda,
Sem dúvida que é um excelente texto e com o qual me identifico muitissimo. Não é meu e infelizmente não consegui apurar o autor, mas e para não teres dúvidas, quando publico textos que não são meus coloco-os sempre entre aspas, ou quando sei o autor faço essa referência. Infelizmente tenho tido pouco tempo para me dedicar à escrita. Há alturas em que o trabalho atinge picos complicados e que não deixa margem de tempo para mais nada. Já ando ansiosa pelos fins de semana prolongados (para mim) que se adivinham e pelos dias de férias que vou tirar do Natal ao Ano Novo... ando mesmo a precisar de parar, tem sido um ritmo alucinante mesmo!
Muitos beijinhos para ti amiga linda


De jabeiteslp a 12 de Novembro de 2009 às 18:50
Amor é aquilo que a gente deixa ocupar todos os nossos espaços, enquanto for bem-vindo, e que transferimos para o quartinho dos fundos quando não funciona mais, mas que nunca expulsamos definitivamente de casa.

bonito


De Sheila a 15 de Novembro de 2009 às 02:56
É bonito mesmo! E deixa-nos a pensar no quanto esta frase é de facto muito real!
Beijinhos para ti amigo


De Selene a 12 de Novembro de 2009 às 20:48
Ora aí está um texto que dá que pensar...
Tenho um pouco de medo dessa mutabilidade nas pessoas porque nem sempre as pessoas evoluem ao mesmo tempo e da mesma forma...
Bjns doces.


De Sheila a 15 de Novembro de 2009 às 03:02
sim dá que pensar, mas na realidade é mesmo isto que acontece. No fundo o amor não acaba porque ele está bem dentro de nós, o que vai mudando é o alvo desse amor!
É perfeitamente normal ter medo desta mutabilidade, mas a vida é assim e mesmo que os outros não evoluam ao mesmo passo que nós, pode querer dizer tanta coisa: que nos temos q esforçar mais para ajudar, ou que nos esteja a dizer que determinada pessoa precisa de mais tempo e que temos que ter paciência, porque no fundo o que contará será o resultado, demore o tempo que demorar :)
Acima de tudo minha querida, é viver o hoje com o que somos e temos, dividirmos a nossa vida com quem amamos e não exigirmos que os outros ou a vida sejam como gostariamos... tudo na vida leva o seu tempo acontecer!
Muitos beijinhos doces para ti
Excelente dia de Domingo :)


De Selene a 15 de Novembro de 2009 às 15:14
Sim acima de tudo isso, aceitar as coisas como são, dar tempo ao tempo e não exigir dos outros o que gostaríamos que eles fossem.
É só que muitas vezes o facto de estarmos num determinado estado de evolução e a pessoa que temos ao lado estagnar em determinado tempo é um dos motivos que leva um casal a separar-se.
Beijinhos doces.


De Segredos!!! a 12 de Novembro de 2009 às 21:07
Não acaba... apenas fica escondido....

Beijinhs****


De Sheila a 15 de Novembro de 2009 às 03:03
Sim :)... bem dentro de nós e bem guardadinho no nosso coração :))
Muitos beijinhos doces
Bom Domingo


De Infinito e Mais Além a 13 de Novembro de 2009 às 12:54
Boas! =)

Mais um dos bons textos com que nos brindas diáriamente! E não acaba, pelo menos eu quero acreditar que não. Amor pode ter fases, mas não termina.

Beijinhos,
Bom fim-de-semana


De Sheila a 15 de Novembro de 2009 às 03:05
Olá lindo :)
Eu sei que acreditas que não acaba, afinal isso é o que apenas se pode sentir. E é como dizes: "O amor pode ter fases, mas não termina" :)
Desejo-te um dia de Domingo muito feliz e tranquilo
Muitos beijinhos para ti


De green.eyes a 13 de Novembro de 2009 às 15:19
Olá Sheila

Eu também sou da opinião de que o Amor nunca acaba ... mas sim se transforma ... se modifica. Mas a paixão linda essa assim como vem vai ...

Por isso a partida de um amor é mais dificil de suportar do que a de uma paixão ...

Beijinho


De Sheila a 15 de Novembro de 2009 às 03:09
Olá Ana

Quando o "móbil" de um amor esmorece doi imenso e é bem mais dificil de suportar... com a paixão, doi também, mas passa mais rápido e a dor apenas se instala temporariamente não chegando a "entranhar" :)
Beijinhos doces
Bom Domingo para vocês :)


De cumplicedotempo a 13 de Novembro de 2009 às 19:14
"O tempo desenvolve as nossas defesas, oferece-nos outras possibilidades e avançamos porque é da natureza humana avançar. Não é o sentimento que se esgota, somos nós que ficamos esgotados de sofrer, ou esgotados de esperar, ou esgotados da mesmice.
Paixão termina, amor não"

ja vem sendo habito ter que colar excertos dos teus textos , mas isso deve se a qualidade dos mesmos minha amiga
escolhi este trecho porque e sem duvida aquele com o qual me identifico , o amor nunca acaba nem se quer os sentimentos eles continuam intactos em nos , a nossa forma de os ver e sentir e que se vai mutando no tempo , criando defesas e parâmetros de exigências diferentes
comigo assim acontece mesmo não o tendo ,sei de varias formas o manter bem vivo dentro de mim , de forma que eles se mantenha intacto, cuidado ate ao dia que possa de novo voltar ao meu rosto em forma de sorriso apaixonado ;)
ate la vou em apaixonando pela vida e por aqueles que estimo e me rodeiam , e a eles vou dando pedaços desse amor bem guardado ;)

beijo enorme de cumplicidade


De Sheila a 15 de Novembro de 2009 às 03:16
meu querido e doce amigo :)
Primeiro que tudo queria dizer-te que não escrevi este texto e por isso está entre aspas :) No entanto é um daqueles textos fieis ao que sinto em relação a este assunto. Sabes um daqueles textos que lês e concordas com ele em cada palavrinha... um texto cúmplice com o teu sentir :) Adoro esta cumplicidade :)
E tu és sem dúvida uma prova viva de que o amor não acaba e quando publiquei este texto lembrei-me imenso de ti :)
Que continues a ser um enorme apaixonado e enamorado da vida e que o amor, aquele que nos visita e nos trás um friozinho à barriga e um sorriso constante no rosto, deixe de ser apenas pedaço bem guardado mas tesouro partilhado :)))) Tu percebes-me!
Beijo muito doce e pleno de cumplicidade de quem gosta muito de ti :)


De Marta M a 14 de Novembro de 2009 às 11:11
Katy :
Este texto que transcreves é muito bonito. São -no sempre os textos que criteriosamente postas neste teu "refúgio" para partilhar com estes teus amigos virtuais...
Obrigada pelo cuidado com que os escolhes e escreves, ajudam a fazer sorrir e a pensar - ambas coisas que nos ajudam a ir fazendo o caminho.
Bom Domingo para ti ;)


De Sheila a 15 de Novembro de 2009 às 03:22
Olá Marta :)
Este texto é uma cumplicidade com o que sinto e não podia deixar de o agarrar e de guarda-lo aqui no meu refúgio. De tempos a tempos adoro ler o que publiquei de vários autores e até de re-ler os textos que escrevi. Sabe-me bem :)
É bom saber que reuno aqui amigos que partilham e retiram boas energias do que sinto e escolho para publicar. Sem dúvida que a maior sintonia e cumplicidade é mesmo essa e me deixa imensamente satisfeita, preenchida e realizada :)
Bem haja pelo teu carinho minha querida.
Espero que tudo continue a correr bem contigo e que continues a gostar da nova escola :)
Também te desejo um Domingo muito feliz. Ando nos preparativos da escolha de algumas prendas e hoje o dia foi até bastante produtivo! :))
Até breve
Muitos beijinhos doces


De Açucena a 18 de Novembro de 2009 às 18:43
"O tempo desenvolve as nossas defesas, oferece-nos outras possibilidades e avançamos porque é da natureza humana avançar. Não é o sentimento que se esgota, somos nós que ficamos esgotados de sofrer, ou esgotados de esperar, ou esgotados da mesmice.
Paixão termina, amor não."

adorei o texto simplesmente belo, lindo :)
este exerto tem tudo haver comigo, pois tbm segui em frente de um amor q durou algum tempo, mas q fez sofrer, o suficiente para andar para a frente nao pensar em mais nada!

beijo


De Sheila a 18 de Novembro de 2009 às 23:53
Olá :))
Sê bem vinda a este doce refúgio :)
Acima de tudo é como o próprio texto diz: o Amor não acaba e no teu caso foste corajosa e decidiste que não continuarias a sofrer. A tua atitude mostra o teu amor próprio, tão necessário na tomada de decisões difícieis. Quantas pessoas ficam ou mantêm-se "presas" a alguém por comodismo, ou porque não querem ficar sós, ou simplesmente porque não têm coragem ou não querem ver a realidade... e é daquelas coisas que me fazem aflição porque demonstram uma imensa falta de respeito próprio e pela própria felicidade.
Na vida há situações e sentimentos que nos custam aceitar. Gostar de alguém que não gosta de nós com a mesma intensidade é durissimo de aceitar, mas há que aceitar, enfrentar a situação e contrariar os sentimentos que isso nos provoca. A vida não é apenas baseada numa unica coisa ou num unico alguém. A vida tem que ser colorida e a palete de cores a escolher só depende de nós!
Beijinhos e muita força. Estarei aqui no que te puder ajudar. Mas a vida é sempre para a frente, com muito optimismo e vontade de viver e acima de tudo vontade de ser feliz!
Sheila


Comentar post

* mais sobre mim
Vamos concretizar um sonho! Vota Luís Pingu Monteiro!
* Maio 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


* posts recentes

* Cats Love

* O que procuramos?

* Querida Cátia :)

* Há coisas que nos passam ...

* Estou uma lamechas...

* Há dias como o de hoje…

* Delicia :)

* 4 meses e meio :)

* Tiroidectomia Total – 2 m...

* Tiroidectomia Total

* Vida

* Adoro...

* Imprescindível...

* Amar...

* Espera...

* Arrependimentos...

* arquivos

* Maio 2013

* Novembro 2011

* Outubro 2011

* Agosto 2011

* Julho 2011

* Fevereiro 2011

* Janeiro 2011

* Dezembro 2010

* Novembro 2010

* Outubro 2010

* Setembro 2010

* Junho 2010

* Maio 2010

* Abril 2010

* Março 2010

* Fevereiro 2010

* Janeiro 2010

* Dezembro 2009

* Novembro 2009

* Outubro 2009

* Setembro 2009

* Agosto 2009

* Julho 2009

* Junho 2009

* Maio 2009

* Abril 2009

* Março 2009

* tags

* todas as tags

* favoritos

* Chocolate

* Destino

* FoodScapes - Absolutament...

* O tempo voa...

* Escrever a Vida em Capítu...

* Afastamentos

* As Surpresas da Vida

* Momentos de Ternura

* A força da nossa vitória

* Orgasmo da Vida

* links
* Doces Miminhos
* pesquisar
 
* Doces Visitas (desde 9 MAR 2009)
Hit Counter
* Playlist


MusicPlaylist
Music Playlist at MixPod.com

* Time



More Cool Stuff At POQbum.com

* Contador de Doces Refugiados
free counters
Vamos concretizar um sonho! Vota Luís Pingu Monteiro!