Quinta-feira, 17 de Setembro de 2009
O Poder das Decisões

 

 “O futuro é construído pelas nossas decisões diárias,

inconstantes e mutáveis, e cada evento influencia todos os outros.”

 

A vida assenta numa tomada constante de decisões... e estas tantas vezes tomadas num âmbito de enormes indecisões...

 

As nossas decisões são capazes de mudar as nossas vidas? 

 

Por vezes uma e determinada decisão acaba por mudar a vida porque é uma escolha entre pelo menos mais do que um único caminho. Optamos por tomar uma decisão, mas e se a escolha fosse diferente o encadeado de momentos da nossa vida seria forçosamente distinto? Podemos sempre escolher entre ficar quietos e esperar que algo aconteça por si, mas devemos escolher agir, fazer opções, e isto sim, significa dar uma orientação diferente à nossa vida.

 

Voltando à pergunta colocada, a ideia tem mais a ver com o sermos capazes de fazer escolhas sucessivas no sentido da nossa vida tomar um determinado rumo. Acima de tudo isto obriga à decisão de querer tomar um determinado rumo, certo? E como tomamos essa decisão?

 

Acho que não existem regras universais, nem para nós nem para os outros. Há decisões que tomamos porque algo acontece e temos que reagir, há também situações em que podemos tomar uma decisão em determinado período, como na passagem de ano só porque achamos que temos de ter uma vida nova, ou então depois de uma enorme desilusão porque concluímos que não queremos repetir a experiência. Podemos decidir mudar de rumo depois de uma enorme reflexão em que achamos que o rumo que estávamos a seguir nos vai conduzir a sensações que não queremos viver. Podemos mesmo decidir por medo, por medo de seguir um rumo que temos vindo a seguir, por medo de perder tudo o que já conquistamos, por medo de magoar os outros, por medo de não sermos capazes de decidir de outra forma ou por medo que a nossa decisão acabe por nos deixar mais vulneráveis.

 

Outra coisa complicada e que nos acontece no acto de decidir é saber quais os passos que devemos seguir para tomar determinada decisão e que por vezes a nossa indecisão interior torna dificil de definir.

Há vezes que decidimos no momento sem pensar duas vezes e há outras vezes em que levamos tanto tempo a decidir que quando tomamos a decisão já é tarde demais.

E no fundo apenas estamos a falar de um passo único: o de decidir!

Tudo o resto foi o que nos levou a decidir ou foram várias decisões sucessivas dos momentos anteriores.

 

E quais as “balanças” que usamos? Em que pesos e medidas assentamos o nosso poder de decisão? Todos os aspectos externos têm um factor que consideramos, depois toda a nossa essência,  a nossa imaginação e os nossos medos e anseios, são aquilo que podemos supor e aquilo com que conseguimos sonhar, são os medos que nos trazem pesadelos e os medos que temos de perder alguma coisa importante. Às vezes decidimos só com um prato da balança, decidimos por reacção sem sequer pesar os prós e os contras, mas e quando nos vemos numa situação em que o que decidirmos poderá ter um impacto enorme, a nossa indecisão sobre que decisão tomar é muito dificil de gerir.

 

A cada dia que passa e em cada momento vamos decidindo o nosso rumo e em cada um desses momentos vamos ajustando o nosso rumo. Às vezes fazemos variações bruscas e outras vezes seguramos apenas o leme de forma firme e segura. A nossa vida pode assim levar um rumo certo, pode variar de rumo ao sabor da ondulação, pode ser um eterno vai e vem, podemos andar aos círculos, podemos nem sair do sítio... depende das decisões que vamos tomando!

 

Hoje apetecia-me mudar o meu rumo profissional. Por um lado o desgaste diário, a constante preocupação, o enorme sentido de responsabilidade, e a vontade de evoluir para outras áreas a nível financeiro, por outro lado, o lugar confortável que ocupo actualmente, a confiança e o respeito que já detenho e a flexibilidade de horários... Pesos diferentes mas que equilibram a balança na conclusão que estou bem e não devo mexer. Mas há sempre um mas e no nosso dia a dia a vida é feita de escolhas e de decisões!

 



publicado por Sheila às 11:17
link do post | comentar | favorito

23 comentários:
De libel a 17 de Setembro de 2009 às 12:37
Tiger linda, estou sem tempo para comentar, dp volto, só queria agradecer e confirmar recepção do livrinho, chegou inteirinho e todo sedutor...ehehhhe....tou morta para lhe pôr as garras em cima e devorar aquelas letrinhas marotas....ahhahahha...

Beijokas


De Sheila a 18 de Setembro de 2009 às 00:47
Doce Libel, que bom já teres recebido o livrinho :))
Eu confesso que também estou ansiosa para começar a lê-lo e vai ser já este fim de semana :))
Obrigado pela visitinha e pelo carinho
Grande Beijaço pa ti


De cuidandodemim a 17 de Setembro de 2009 às 13:31
Em toda a minha vida, as decisões que tomei foram todas ditadas pela voz do meu coração. E ainda não me arrependi de nenhuma ;)

Já tenho o livro! Obrigada amiga!

Bjns


De Sheila a 18 de Setembro de 2009 às 00:51
Sabes linda e é sempre bom sentirmos que não nos arrependemos do que fizemos, mesmo que tenhamos tido dissabores ou frustrações, porque pelo menos fizemos alguma coisa e isso é muito bom!
Fico muito contente por já teres recebido o livrinho :) e desejo-te óptimos momentos de relaxe e envolvência. Um livro é sempre um excelente companheiro
Muitos beijinhos


De jangadadecanela a 17 de Setembro de 2009 às 15:19
olá Sheila

Vi em tempos um filme curioso sobre decisão ou acaso... MATCH POINT...

um abraço
Luís


De Sheila a 18 de Setembro de 2009 às 00:52
Olá Luis,
Vou ver esse filme !
Beijinhos


De green.eyes a 17 de Setembro de 2009 às 16:18
O problema é quando estamos indecisos e temos que tomar uma decisão ... e pior ainda quando percebemos que essa decisão é importante para nós e para os que nos rodeiam ...

Beijinhos


De Sheila a 18 de Setembro de 2009 às 00:55
é mesmo amiga, é terrível conseguirmos fazer escolhas e tomarmos uma decisão quando estamos num grande momento de indecisão, precisamente porque temos consciência que essa decisão tem um determinado impacto!
Beijinhos doces para ti

Ps: Espero que o teu filhote tenha tido uma boa re-entrada neste novo ano lectivo :)


De mafalda-momentos a 17 de Setembro de 2009 às 17:50
Olá Sheila
Regressada de férias cá ando actualizando-me com as novidades.

Sem dúvida que as decisões que tomamos são capazes de mudar nossas vidas. Mas as indecisões também.
Quanto aos "pesos" e às "balanças" que usamos para as tomar, são variáveis, conforme a consciência, a vontade e a maneira de pensar de cada um de nós. Uns mais realistas, outros mais emotivos e ainda outros mais indecisos.
Tal como dizes, às vezes quando a decisão é tomada, já é tarde demais. E o efeito foi-se.
Mas depois de tomadas as decisões e sejam quais forem os seus resultados, não vale a pena ficar a pensar como seria se tivessemos tomado qualquer outra decisão, porque os "ses" de nada nos servem.
Por mim decido muito com a emoção e muitas vezes impulsivamente. Nem sempre têm sido as melhores, mas a verdade é que vivo a vida com intensidade.
É por isso que somos todos diferentes e cada um constroi a sua vida ao seu modo de decidir.
Todos os dias as tomamos nas mais pequenas coisas e elas são parte integrante da vida.
Um beijinho para ti.


De Sheila a 18 de Setembro de 2009 às 01:02
Olá Mafalda
Espero que tenhas tido umas excelentes e revigorantes férias :)
É incrivel como podemos mudar o rumo das nossas vidas mediante as nossas decisões e indecisões também. Há por vezes momentos complicados, e de facto não vale a pena pensarmos nos tais "se".
As minhas tomadas de decisão dependem muito da situação, mas tenho tendência a ser mais racional que emocional. Há uns anos atrás era muito impulsiva, hoje sou mais sensata, precisamente porque sei que tudo hoje influencia o tudo de amanhã. E é mesmo como dizes "todos os dias tomamos decisões nas mais pequenas coisas que são parte integrante da vida"
Bom regresso amiga
Um beijo muito grande para ti


De Armando Correia a 17 de Setembro de 2009 às 18:00
Será que a tomada de decisões é algo que o ser humano controla, ou será que é algo intrínseco há nossa própria existência???'


De Sheila a 18 de Setembro de 2009 às 01:08
Bem visto :)
Diria que ambas se complementam. Existimos e temos que viver a nossa existência. Esta existência assenta num conjunto de escolhas e decisões que influenciam e/ou alteram a forma como vivenciamos a nossa existência. Existir condiciona-nos a decidir, mas a decisão sobre o que quer que seja vem sempre de cada um de nós, da parte que controla a sua própria existência.
Obrigado pela tua visita.
Beijinhos


De cumplicedotempo a 17 de Setembro de 2009 às 19:33
as nossas decisões e indecisões sem duvida são os pesos que equilibram ou desequilibram a balança que rege a nossa vida
o tal equilíbrio necessário para se seguir em frente
ponderação e sensatez requer se a todo o custo para se manter este equilíbrio
radicalismo ou animo leve deve se evitar
vejo por mim que hoje em dia tento tomar as decisões de uma forma equilibrada em todos os aspectos, analisando os prós e contras ,e não deixando os mínimos pormenores ao acaso , ao contrario de a alguns anos atrás , que mal me viesse a mínima ideia la ia eu e siga .... algumas dessas decisões ate tiveram bom rumo , mas outras ...
em suma e isso por cada decisão ou indecisão , termos noção do seu peso e da sua influencia no equilíbrio que a nossa vida tem no presente e ira ter no futuro :)

beijo cúmplice


De Sheila a 18 de Setembro de 2009 às 01:23
uma vez mais a nossa cumplicidade está em sintonia :)
Passamos a vida a fazer escolhas, a tomar decisões, e no fundo apenas queremos ascender a um equilibrio e a uma estabilidade que nos é tão necessária. Acho que há decisões e decisões, se há aquelas em que temos que medir bem os pormenores há por sua vez outras decisões que tomamos sem que tenhamos consciência desse acto. Já viste como o simples acto de decidir o que vamos fazer para o jantar, ou onde vamos almoçar pode despoletar um sem número de coisas que não previmos lol Eu sei que é uma comparação tonta, mas é assustador pensar que a cada momento da nossa existência encontramo-nos constantemente a tomar decisões e por vezes nem nos damos conta disso sequer :)
Hoje passei por este blog http://guimaraes-4800.blogs.sapo.pt/ e vives numa cidade muito bonita :)
Beijinhos doces e cúmplices :)


De descobrirafelicidade a 17 de Setembro de 2009 às 20:04
Quando li as tuas palavras pensei logo numa grande amiga que está a viver um impasse muito semelhante ao teu. Enviei-lhe o teu post e ela já me respondeu:
"Oh amiga … pois é mesmo isso.

Um dia de cada vez 

Hoje decidi: Agora vou sair – vou jantar – e o que não está feito…. Faço amanhã."
Creio que o tempo se encarregará de vos mostrar a decisão que vos levará ao caminho daquilo que vos é verdadeiramente gratificante. Um abraço



De Sheila a 18 de Setembro de 2009 às 01:33
Olá linda,
Espero que tenhas tido um excelente jantar, que tenhas descomprimido e te divertido, e sem dúvida que amanhã é outro dia e com tempo para se fazer o que hoje não ficou feito :)
No fundo eu não vivo nenhum impasse, atrevo-me a dizer que anseio é sempre por algo mais, tenho sede de viver, só que nem sempre as coisas dependem das nossas vontades. Como digo tenho consciência que estou bem, que tenho uma sorte tremenda... ainda há pouco um amigo que muito prezo foi despedido e dou-me conta que eu gostava de alterar o meu rumo... quase que me sinto tola ao sentir isso. Dá uma força à tua grande amiga e que também ela olhe para o que lhe é mais positivo, mas que nunca deixe de acreditar que algum dia vai surgir algo mais compativel com os seus desejos... eu não deixo de manter esse desejo e essa esperança :)
Grande Beijinho e obrigada pela tua visita :)


De descobrirafelicidade a 18 de Setembro de 2009 às 14:32

Sabes, quando falei em impasse não me expressei bem. Achei que o que se passava com a minha amiga era semelhante ao que se passava contigo porque também ela sente alguma vontade de mudar o rumo profissional e, ao mesmo tempo, reconhece todas as benesses de que usufrui actualmente. A tal vontade de evoluir, no fundo. E ela olha sim para tudo o que é positivo. Só que às vezes bate aquela insatisfação (principalmente pela correria da vida, creio) e vontade de fazer algo diferente. Mas, tal como tu, também tenho a certeza de que algum dia vai surgir aquilo que corresponderá à gratificação plena.
Muito obrigada pela tua visita e não precisas de pedir desculpa por não o teres feito antes porque sei que os nossos corações não têm só estas moradas da blogosfera. Um abraço grande e bom fim de seman.


De Sheila a 21 de Setembro de 2009 às 01:44
acho-te um doce de pessoa sabias?
Eu continuo acreditar que a vida nos reserva sempre surpresas boas, no entanto não vivo o meu dia a dia a ansiar por isso. Agora há dias mais complicados, que sem razão aparente nos sentimos mais em baixo, sem que tenhamos um problema ou motivo que nos leve a ficar assim. Somos humanos, temos sempre aquela vontade de progredir, por vezes uma necessidade de sentir que estamos assegurar o futuro, e por vezes é uma perda de tempo nos fixarmos tanto no amanhã!
Ainda este fim de semana a acompanhar a Inês nos trabalhos de casa, eu dei por mim a pensar no que ela ainda tem pela frente, o quanto ainda vai ter que aprender e estudar, por momentos senti uma preocupação interior enorme e ao mesmo tempo dei-me conta que prefiro ter a vida que tenho, com um nível de stress que já controlo mas com o tempo suficiente que possa dedicar a ajuda-la e a apoia-la, isso sim é bem mais importante!
E no meio de tantos casos de despedimento, com os quais tenho convivido entre amigos, cada vez mais o trabalho tem que assumir um valor equilibrado na nossa vida. Durante 8 horas do meu dia eu dedico-me ao máximo ao trabalho (muitas vezes mais que oito horas é certo), mas nunca deixo que isso interfira com a minha vida pessoal...
Minha querida desejo-te uma excelente semana :)
Beijo enorme para ti


De Marta M a 18 de Setembro de 2009 às 14:34
Gostei bastante desta tua reflexão e da imagem do "leme" que algumas vezes guinamos e outras apenas se segura fortemente...
Complicada a vida, não é?
Se pudéssemos prever o futuro as decisões eram bem mais fáceis de tomar ;)

Nota: Vou hoje enviar-te mail porque tenho alterações no horário e não pude estar por lá nem 4ªf, nem 5ªf. Tenho que inventar horas ao dia :)


De Sheila a 21 de Setembro de 2009 às 02:26
Olá Marta,
Sabes eu até nem acho que a vida seja complicada, acho que muito boa gente a complica e muito! Desde que aprendi a aceitar com naturalidade as coisas más e a tentar ser sempre positiva, mesmo nos piores momentos, que aprendi a viver a vida de uma maneira muito mais sã e equilibrada.
Há decisões tramadas de tomar, mas é com elas que crescemos e aprendemos. Acho que se tudo fosse fácil é que seria complicado porque ai não ficavamos maduros e não cresciamos, além de que nunca conseguiriamos dar valor aos momentos de felicidade.
Beijinhos doces e o desejo de uma óptima semana.

Ps: amiga, acabei de te enviar um email :) beijo


De Sindarin a 18 de Setembro de 2009 às 23:45
Olá minha querida amiga, vinha deixar um beijinho de bom fim de semana o meu carinho e agradecimento por tudo. Ler-te é aprender amiga. Obrigada por gostares de mim.


De Sheila a 21 de Setembro de 2009 às 02:29
Olá linda,
E eu quero deixar-te um beijo enorme e com carinho e desejar que penses bem e não desistas de algo teu por causa dos outros que não merecem essa "vitória".
Desejo-te uma excelente semana e desejo que penses com carinho nas pessoas que te seguem e que gostam de ti e que têm muita pena de te ver "partir".


Comentar post

* mais sobre mim
Vamos concretizar um sonho! Vota Luís Pingu Monteiro!
* Maio 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


* posts recentes

* Cats Love

* O que procuramos?

* Querida Cátia :)

* Há coisas que nos passam ...

* Estou uma lamechas...

* Há dias como o de hoje…

* Delicia :)

* 4 meses e meio :)

* Tiroidectomia Total – 2 m...

* Tiroidectomia Total

* Vida

* Adoro...

* Imprescindível...

* Amar...

* Espera...

* Arrependimentos...

* arquivos

* Maio 2013

* Novembro 2011

* Outubro 2011

* Agosto 2011

* Julho 2011

* Fevereiro 2011

* Janeiro 2011

* Dezembro 2010

* Novembro 2010

* Outubro 2010

* Setembro 2010

* Junho 2010

* Maio 2010

* Abril 2010

* Março 2010

* Fevereiro 2010

* Janeiro 2010

* Dezembro 2009

* Novembro 2009

* Outubro 2009

* Setembro 2009

* Agosto 2009

* Julho 2009

* Junho 2009

* Maio 2009

* Abril 2009

* Março 2009

* tags

* todas as tags

* favoritos

* Chocolate

* Destino

* FoodScapes - Absolutament...

* O tempo voa...

* Escrever a Vida em Capítu...

* Afastamentos

* As Surpresas da Vida

* Momentos de Ternura

* A força da nossa vitória

* Orgasmo da Vida

* links
* Doces Miminhos
* pesquisar
 
* Doces Visitas (desde 9 MAR 2009)
Hit Counter
* Playlist


MusicPlaylist
Music Playlist at MixPod.com

* Time



More Cool Stuff At POQbum.com

* Contador de Doces Refugiados
free counters
Vamos concretizar um sonho! Vota Luís Pingu Monteiro!