Quarta-feira, 26 de Agosto de 2009
Desafio em Cadeia 2nd round :)

 

O desafio a que dou continuidade começou aqui no cantinho da minha querida Amiga Marta.

 

Muito sucintamente este desafio em cadeia consiste:

 

1 – Eu dou-vos uma PALAVRA e vocês escrevem qualquer coisa sobre ela (uma frase, um poema ou mesmo um texto);

2 - As respostas podem ser feitas por comentário ou para o e-mail que tenho no perfil.

3 - Os trabalhinhos devem ser entregues no prazo de uma semana.

4 – O Vencedor recebe um livro e coloca o mesmo desafio no seu blog e compromete-se (depois de ler o livro claro está) a passar o livro a quem vencer o seu desafio e quem vencer vai ter de fazer o mesmo.

 

O Livro em causa é a "Arvore dos Segredos", de Santa Montefiore.

Um livro que nos dá entrada directa numa história de amor, em que sentimos a paixão e o amor, a alegria e a tristeza, os encontros e desencontros da vida. Adoro quando os livros me tocam, me fazem sentir parte deles, me fazem rir e chorar, e foi isso que aconteceu. Vivi momentos de amor puro e momentos de grande coragem e atitude perante os obstáculos das vidas dos seus personagens, e que se traduzem numa nova aprendizagem que me dá um (ainda) maior sentido de vida!

 

A palavra escolhida por mim é: SENSIBILIDADE 

 

Quem alinha?

 

Ps: durante os próximos dias todos os comentários ficam em estado de moderação, por isso não se admirem que não apareçam de imediato assim que submetidos, como é hábito acontecer com os amigos mais próximos do meu perfil :)

 



publicado por Sheila às 01:02
link do post | comentar | favorito

22 comentários:
De Marta M a 26 de Agosto de 2009 às 01:46
Olá!
Já aceitei o desafio e amanhã coloco aqui a minha colaboração.
Prometido.
Fiz confusão como outro desafio, mas...agora só vale aqui, certo?
Abraço
Marta M


De Sheila a 26 de Agosto de 2009 às 10:34
:)
Sim agora a "bola" está do meu lado e dado ter vencido o 1º round, já ter lido o livro, cabe-me dar seguimento ao desafio até à escolha de um novo vencedor :)
Fico à espera do teu contributo :)
Obrigada pelo carinho
Beijinhos doces


De Marta a 26 de Agosto de 2009 às 13:03
Olá minha querida, adorei a palavra escolhida e o que falaste sobre o livro.

Beijinhos e Boa sorte


De Sheila a 26 de Agosto de 2009 às 13:21
:) Martinha linda

Adorei o livro, tocou-me imenso!

Agora vamos ver como será a adesão ao desafio lol

A palavra dá para tanta coisa... vamos ver se por aqui há imaginação...

Beijinhos doces para ti


De pingodemel a 26 de Agosto de 2009 às 14:55
olá

...ando com o tempo praticamente preenchido mas vou ver se arranjo um espaço para responder ao desafio ... vamos lá ver :)

beijocas


De Sheila a 26 de Agosto de 2009 às 15:44
linda,

e eu espero que sim :)
Senão eu vou ao teu cantinho "cobrar-te" LOLOLOL

AHH e só aceito a falta de tempo, do que dedicas ao teu Luis lol agora trocares este desafio brutal com trabalho K'ORROR! isso não!

E bem!!!... bem posso imaginar o que de belo não vai sair dos vossos coraçõezinhos lindos e apaixonados!

Beijinhos doces


De pingodemel a 26 de Agosto de 2009 às 18:09
lol...fizeste-me rir :)

logo que possa deixo-o aqui :)

beijinhos


De Sheila a 27 de Agosto de 2009 às 00:03


Obrigada linda :)

Beijinhos


De cuidandodemim a 26 de Agosto de 2009 às 21:33
Olá. Desculpa amiga, mas para além de não ter muito tempo, se eu fosse entrar por aí...não sei...no estado em que ando ultimamente é melhor não, perdoas? :)
Bjns


De Sheila a 27 de Agosto de 2009 às 00:02
hummmm









pronto... tá bem!

Tás perdoada se prometeres que compras o livro e o lês... fazia-te "bem" ler esta história

Beijinhos


De cuidandodemim a 28 de Agosto de 2009 às 18:24
Não estou mesmo com ânimo para isso amiga, com o humor com que ando ia sair um texto tristíssimo e decadente que ninguém ia suportar ler, não te quero dar esse transtorno. Até no meu blog já só escrevo coisas tristes, ando a ficar farta até do que escrevo...
Mas prometo ir procurar o livro na livraria...
Bjns


De Sheila a 29 de Agosto de 2009 às 01:00
Linda
No problem e não te preocupes. Na vida devemos fazer tudo com vontade e bem basta quando temos mesmo que fazer alguma coisa contrariados, e não é o caso aqui minha querida.
Melhores dias virão e voltarás animar-te mais
Desejo-te um bom fim de semana.
Beijinhos


De cuidandodemim a 30 de Agosto de 2009 às 19:22
Afinal escrevi sobre sensibilidade aqui: http://cuidandodemim.blogs.sapo.pt/97145.html
É um texto triste, desculpa lá, mas não consegui que me saísse de outra forma, foi mesmo o que me saiu da alma.
Bjns


De Marta a 27 de Agosto de 2009 às 12:50
Cuidando estou com a Tiger o Livro indicado para ti

Beijinhos


De cuidandodemim a 28 de Agosto de 2009 às 18:25
Vou procurar por ele :) obrigada
Bjns


De green.eyes a 27 de Agosto de 2009 às 11:38
Olá Sheila
Sei que não sou muito boa neste tipo de desafios mas mesmo assim gosto sempre de participar.

Sensibilidade
Tal como diz no dicionario, faculdade de sentir, qualidade de sensivel, irritabilidade, impressionabilidade, ...
Para mim a sensibilidade, é uma capacidade que todos os seres humanos tem perante a vida e perante os outros.
Uns mais do que outros, todos somos sensiveis ao Amor, a Guerra, a Doença, a Fome, a Viloência ... e muitas outras que coisas, algumas delas até dificeis de explicar.
A nossa sensibilidade cresce em função do que somos como pessoa. Uma pessoa humana, compreensiva, que sabe escutar o outro, tem sem sombra de dúvida uma sensibilidade muito mais "apurada".
Pelo contrário uma pessoa egoista, fria, autoritária , "sem coração" desconhece a palavra.
Tendo em conta que a desafiadora (Sheila) é uma mulher dotada de uma grade sensibilidade, fico na expectativa do resultado ...



Beijinhos amiga, fiz o melhor que pude.


De Marta M a 27 de Agosto de 2009 às 23:40
Sheila :
Olá. Para quando o nosso café?
Aqui vai o meu contributo (também enviarei para o mail ) para o desafio...Fica à tua consideração ;)
SENSIBILIDADE
Sensibilidade
O que é isso?
O conceito formal diz-nos que “sensibilidade” é a faculdade de experimentar sensações físicas ou a faculdade de sentir ou experimentar prazer e dor, sensações e sentimentos.
Pessoalmente e apropriando-me do conceito, acreditei durante algum tempo que ter sensibilidade era a capacidade de vibrar de forma mais intensa, comigo e com os outros, em situações mais ou menos frequentes. Poderia ser a capacidade de emocionar-se com um filme, uma pessoa, um poema, uma citação ou um livro e depois aprender com eles incorporando-os na minha prática relacional, tornando-a mais “sensível”e rica… Acreditava também que era a capacidade de ler a realidade sob um ponto de vista mais humano e solidário, inusual até…
Posteriormente comecei a ouvir todos a afirmarem-se como “sensíveis” e, por isso, tantas vezes magoados nessa sensibilidade. Ao mesmo tempo reparava que esses mesmos “sensíveis” pouco se ocupavam do sentir dos outros ou das suas necessidades. Foi estranho escutar as ditas “pessoas sensíveis” falarem das suas carências afectivas e observar como o “eu, eu/preciso, preciso/não tenho/falta-me” era recorrente nas conversas e perceber que raramente existia um olhar de reconhecimento das “sensibilidades” dos outros. Nem mesmo para os mais próximos.
Há aqui incoerência evidente, ou é impressão minha?
Explico melhor: Com a experiência da vida pude perceber que tudo e todos se consideram sensíveis e se queixam da pouca atenção e do pouco amor que recebem, mas quase nunca tentam semear o que pretendem colher… Usando uma imagem concreta, é como aquela história do marido que se queixa da mulher, emocionalmente”moribunda”, esquecendo-se que foi ele que a matou com tanta insensibilidade...Ironias.
Por isso, para mim, ser sensível e ter “sensibilidade apurada”, é principalmente ser coerente com essa característica. Em tudo. Ou seja, ter um sentir apurado para me relacionar comigo, com os outros ou com o mundo. Ter sensibilidade não é apenas uma forma apurada de cuidar dos meus interesses, chorar num filme ou sentir-me magoada…
Parece, portanto, pelo que fica dito, deste conceito algo intangível, que consegui explicar com mais claridade, o que ele não é. Costuma ser assim.
Concluindo: Se não tenho sensibilidade para “sentir” a existência da sensibilidade do outro então não sou, de facto, sensível.
Ou posso ser sensível ignorando os outros?
Fica a questão.
Marta Martins - Coimbra
------------------
Abraço


De libel a 31 de Agosto de 2009 às 00:10
Tiger...tu sabes que estes desafios são bálsamos para mim, o problema é que com os filhotes em casa tenho menos oportunidade de aqui chegar. Só aqui entre nós...(shiuuuuuu...)...não digas a ninguém, acho que amanhã lhes vou dar um calmantezinho, só preciso de uma horita..mais coisa menos coisa...ehehehhhe...Beijokas miga!!


De Sheila a 1 de Setembro de 2009 às 23:40
Olá linda,
Muito obrigada pelo teu contributo, em principio no próximo sábado já divulgo os resultados :)
Compreendo perfeitamente o efeito que os filhos têm em nós, temos mesmo que arranjar tempo para nós, caso contrário damos em "doidas" lol
Beijo enorme com carinho


De libel a 31 de Agosto de 2009 às 15:05
SENSIBILIDADE

Quando surge esta palavra, ligo-a à pele, acho que tem tudo a ver. É um espelho de nós próprios. É resistente, flexível e protectora e consegue refletir o nosso estado de espírito.
A sua função é :
-Regular a nossa temperatura
-Impedir perdas excessivas de água
-Proteger o organismo contra agentes externos
-Eliminar toxinas
Ora, se pensarmos um pouco a sensibilidade oferece-nos exactamente o mesmo, visto de outra forma:
-Tranquilidade e Amor próprio
-Compreensão e Tolerância
-Altruísmo e Solidariedade
-Força e Positivismo

Sensibilidade é uma "máquina viva", que está em actividade e movimento constantes. Pode ser expressa em várias formas e reacções. Gestos, arte, palavra escrita, conhecimento, olhar, bom senso, enfim, um conjunto de elementos que em sintonia com os nossos sentidos resulta numa perfeita harmonia e bem estar.
Tal como a pele, que em conjunto com as nossas células garantem a sua maciez, brilho e cor , oferecendo-nos firmeza, elasticidade e equilíbrio.

E não é disso que todos precisamos, Harmonia, Bem estar, Firmeza, Elasticidade e Equilibrio??...

P.s. Sinto-me : Com a sensibilidade á flor da pele.....
Beijokas







De patypinheiro a 2 de Setembro de 2009 às 16:59
Estive de férias e agora que voltei resolvi ver o desafio mas pelo que vejo já ñ tenho tempo de responder:( que pena:( mas boa sorte aos participantes:)
Tento no próximo:)
Beijinho*
*Paty*


De Nicas a 15 de Outubro de 2009 às 16:30
Peço desculpa pela intrusão mas andava à procura de algo sobre esse livro e descobri este post .

Eu li esse livro 2 vezes na totalidade e mais uma vez só a parte do ínicio e como podes imaginar amei o livro .

Cumpr.


Comentar post

* mais sobre mim
Vamos concretizar um sonho! Vota Luís Pingu Monteiro!
* Maio 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


* posts recentes

* Cats Love

* O que procuramos?

* Querida Cátia :)

* Há coisas que nos passam ...

* Estou uma lamechas...

* Há dias como o de hoje…

* Delicia :)

* 4 meses e meio :)

* Tiroidectomia Total – 2 m...

* Tiroidectomia Total

* Vida

* Adoro...

* Imprescindível...

* Amar...

* Espera...

* Arrependimentos...

* arquivos

* Maio 2013

* Novembro 2011

* Outubro 2011

* Agosto 2011

* Julho 2011

* Fevereiro 2011

* Janeiro 2011

* Dezembro 2010

* Novembro 2010

* Outubro 2010

* Setembro 2010

* Junho 2010

* Maio 2010

* Abril 2010

* Março 2010

* Fevereiro 2010

* Janeiro 2010

* Dezembro 2009

* Novembro 2009

* Outubro 2009

* Setembro 2009

* Agosto 2009

* Julho 2009

* Junho 2009

* Maio 2009

* Abril 2009

* Março 2009

* tags

* todas as tags

* favoritos

* Chocolate

* Destino

* FoodScapes - Absolutament...

* O tempo voa...

* Escrever a Vida em Capítu...

* Afastamentos

* As Surpresas da Vida

* Momentos de Ternura

* A força da nossa vitória

* Orgasmo da Vida

* links
* Doces Miminhos
* pesquisar
 
* Doces Visitas (desde 9 MAR 2009)
Hit Counter
* Playlist


MusicPlaylist
Music Playlist at MixPod.com

* Time



More Cool Stuff At POQbum.com

* Contador de Doces Refugiados
free counters
Vamos concretizar um sonho! Vota Luís Pingu Monteiro!