Segunda-feira, 29 de Junho de 2009
Amizades depreciativas...

 

 

As amizades são-nos tão necessárias como a água que nos sacia a sede. Podemos viver sem amores, mas nunca sem amigos!

 

No entanto é insensato pensar que a amizade é um sentimento sentido por todos, da mesma forma. O ser humano relaciona-se com os outros através da sua própria percepção, filtrando o mundo através da sua grelha de saberes, experiências e vivências anteriores. Muitas vezes na nossa vida acabamos por vivenciar amizades amargas, depressivas e muito depreciativas!

 

Estas surgem quando alguém que se sente em baixo se aproxima de nós para lhe darmos apoio. Sentimo-nos lisonjeados porque alguém reconhece em nós um psicólogo em potência, como se fôssemos mais confortáveis que o próprio sofá de um psicólogo. Passamos a seguir de perto uma certa amizade depressiva, tornamo-nos disponíveis porque sabemos que alguém precisa de nós. Ouvimos dias e dias as mesmas lamentações, passamos horas ao telefone ou até em presença a prestar atenção a confidências e até segredos sombrios... que não gostamos de descobrir, mas se não formos nós quem o fará? Por vezes, até prejudicamos outras pessoas (familiares, amigos, amores) não estando com elas para dar assistência à tal amizade depressiva. A verdade é que a amizade retribui, é capaz de fazer qualquer coisa por nós, gosta também de saber que pode dar uma certa dose de reciprocidade. No fundo, o que é a amizade, senão uma certa entre-ajuda, uma certa reciprocidade nos sentimentos e nas acções?

 

E há um momento em que aquela amizade depressiva melhora e ficamos contentes. Já não somos imprescindíveis.  Sentimos então que aquela amizade depressiva passa a uma amizade simples!

Mas e se um dia somos nós que entristecemos, sentimo-nos infelizes e precisamos de alguém? Possivelmente decidimos recorrer a quem já passou por isso. Achamos que sim, que esse alguém poderá compreender-nos, ouvir-nos, prestar a atenção que precisamos. Pensamos que as sementes de amizade que andámos a plantar tantos meses, ou mesmo anos, deram fruto e que podemos colher palavras de carinho, conforto e amizade, tempo de partilha e toda a disponibilidade que puder.

 

O problema é que muitas vezes isso não acontece. Ouvem umas vezes, mas outras nem atendem o telefone. Aparecem umas vezes e outras nem sabemos onde estão. A reciprocidade não funcionou, estão ocupados com os seus afazeres, com outras pessoas e o tempo que nos sobra é quase nenhum. Ao fim duns tempos, compreendemos que, se dependermos dessa pessoa para nos rerguermos, bem que podemos ficar lá bem no fundo do poço, concientes que estamos sozinhos e que se quisermos passar a perna à depressão, só o poderemos fazer por nós próprios. Nestes momentos a tal amizade depressiva que pensávamos ter passado a uma amizade simples, revela-se sim numa amizade depreciativa.  A vida continua e a depressão acaba sempre por passar, mas houve algo que se quebrou. Sentimos um amargo sabor de menosprezo como um pequeno fosso que já se torna difícil de se ultrapassar. Passamos a ver cada nova amizade com o olho clínico da selecção porque queremos evitar que uma situação semelhante aconteça de novo nas nossas vidas. 

 

Felizmente que as pessoas não são todas iguais e há amizades depressivas que se curam, que passam a simples (e importantes) amizades e não chegam nunca a ser depreciativas... bem pelo contrário :)! 

Tenham uma excelente semana!

 



publicado por Sheila às 00:56
link do post | comentar | favorito

12 comentários:
De cuidandodemim a 29 de Junho de 2009 às 11:11
Por isso temos de esolher muito bem os nossos amigos, usando o coração, mas também a cabeça!
Bjns


De Sheila a 1 de Julho de 2009 às 01:10
sem dúvida que sim amiga! Amigos verdadeiros são mesmo tesouros!
Beijinhos doces para ti


De MIGUXA a 29 de Junho de 2009 às 20:34
Sheila,

Se um amigo me pede para ser ouvido, sou incapaz de o deixar sem uma mão de apoio, ou não seria sua amiga, o que da minha atitude retorna é uma incógnita(em especial se for uma amizade recente) mas, amizade é isso mesmo dar incondicionalmente sem esperar nada em troca...O tempo é a melhor aferição...e teremos sempre oportunidade de saber se temos ou não ali um amigo

Beijinhos doces querida amiga
Margarida


De Sheila a 1 de Julho de 2009 às 01:14
Doce Margarida,
Também sou incapaz de não arranjar tempo ou não apoiar um amigo e raramente penso num hipotético retorno de coisa alguma. Custa-me é sentir descartável ou sentir que afinal se aproximaram de mim com determinado objectivo, entendes?
E concordo contigo, o tempo é sem dúvida a melhor aferição... para o bom ou para o mau :)
Doçura um beijo muito ternurento para ti


De comunicardenovopt.blogspot.com a 29 de Junho de 2009 às 22:55
Oi Doce refugio
Aposta-se nun amigo...convive-se,momentos agradavéis da vida e quando surgem tempestades, vamos desabafando e contando tudo o que nos vai na alma.....mas o tempo vai revelando o amigo....
por vezes não é o que se esperou, faltou ,quando se precisou....é penoso, sofre-se bastante com a desilusão...mas a custo supera-se...aos poucos essa amizade vai desvanecendo...quase se esquece...é assim infelizmente...e o pior é que às vezes voltamos a cair......


De Sheila a 1 de Julho de 2009 às 01:18
Olá Amigas lindas :)
O tempo vai mesmo revelando o tipo de amizade, sem dúvida alguma!
Quando a amizade se revela uma desilusão doi sim. Até faço uma análise se eu não terei sido culpada, às vezes também nós podemos ser a falha para a desilusão... não desisto facilmente mas depois arrependo-me porque de facto há coisas que não vale a pena passarmos! E é como dizes... "o pior é que voltamos a cair"
Beijinhos muito doces para vocês e obrigado pela vossa presença e carinho


De Marta a 29 de Junho de 2009 às 22:55
amiga,
O problema é as pessoas não aceitarem os outros como são com defeitos e virtudes se assim fosse as coisas eram tão mais faceis.

Beijinhos

Nota: Tenho um desafio para ti e gostava que entrasses na brincadeira


De Sheila a 1 de Julho de 2009 às 01:25
Linda :)
Eu aceito as pessoas como elas são, consigo ter essa capacidade e acredita que há muitas coisas contrárias à minha essência mas que aceito nos amigos. Quando exsite uma amizade a sério e quando as pessoas falham há que assumir que erraram não dizerem-me que são assim e assado e que eu tenho que aceitar. Há atitudes que até se podem aceitar, mas nem sempre se perdoam compreendes?
Beijinhos doces e votos de umas excelentes férias amiga!

PS: vou entrar no desafio sim! até ao final da semana envio-te um texto :) Obrigada por te lembrares de mim


De Just Moments a 30 de Junho de 2009 às 01:40
Olá Linda!

Já sabes o que penso deste texto!
Um dos mais bonitos que li até agora e revejo-me nele!

Como alguém disse podemos não esperar nada..mas pelo menos respeito!!

Beijos Fofusca e mais não digo..

Ps. e já sabes que vou levar, claro!!


De Sheila a 1 de Julho de 2009 às 01:32
Olá Fofusquinha :)

Obrigado pelo elogio amiga, deixas-me LOL

Eu de facto tenho tido algumas desilusões, e não é por uma questão de esperar isto ou aquilo das pessoas. Eu tenho uma postura de que tento estar sempre presente, preocupo-me com quem me rodeia e faço-o porque sou assim e não por esperar algo em troca. Agora quando há pessoas (... e de quem menos se espera) que têm determinadas atitudes tristes... é impossível não sentir uma certa desilusão ou digamos um grande desencantamento e isso é o que por vezes me entristece mais.
Mas olha tudo se ultrapassa... o tempo é o maior dos sábios!
Beijinho doce minha fofa e não penses muito nisso...

Ps: leva sweety, já sabes que estás sempre à vontade!


De Estrela a 30 de Junho de 2009 às 01:51
pois é triste investir e quando queremos colher frutos, nada se colhe!


De Sheila a 1 de Julho de 2009 às 01:34
Olá linda,
sabes nem sempre esperamos colher coisa alguma, apenas nos envolvemos, porque amizade é assim mesmo... o triste é quando sentes que o envolvimento era só da tua parte... ai é triste sim e não há como não sentir aquela desilusão cá dentro.
Beijinhos doces amiga :)


Comentar post

* mais sobre mim
Vamos concretizar um sonho! Vota Luís Pingu Monteiro!
* Maio 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


* posts recentes

* Cats Love

* O que procuramos?

* Querida Cátia :)

* Há coisas que nos passam ...

* Estou uma lamechas...

* Há dias como o de hoje…

* Delicia :)

* 4 meses e meio :)

* Tiroidectomia Total – 2 m...

* Tiroidectomia Total

* Vida

* Adoro...

* Imprescindível...

* Amar...

* Espera...

* Arrependimentos...

* arquivos

* Maio 2013

* Novembro 2011

* Outubro 2011

* Agosto 2011

* Julho 2011

* Fevereiro 2011

* Janeiro 2011

* Dezembro 2010

* Novembro 2010

* Outubro 2010

* Setembro 2010

* Junho 2010

* Maio 2010

* Abril 2010

* Março 2010

* Fevereiro 2010

* Janeiro 2010

* Dezembro 2009

* Novembro 2009

* Outubro 2009

* Setembro 2009

* Agosto 2009

* Julho 2009

* Junho 2009

* Maio 2009

* Abril 2009

* Março 2009

* tags

* todas as tags

* favoritos

* Chocolate

* Destino

* FoodScapes - Absolutament...

* O tempo voa...

* Escrever a Vida em Capítu...

* Afastamentos

* As Surpresas da Vida

* Momentos de Ternura

* A força da nossa vitória

* Orgasmo da Vida

* links
* Doces Miminhos
* pesquisar
 
* Doces Visitas (desde 9 MAR 2009)
Hit Counter
* Playlist


MusicPlaylist
Music Playlist at MixPod.com

* Time



More Cool Stuff At POQbum.com

* Contador de Doces Refugiados
free counters
Vamos concretizar um sonho! Vota Luís Pingu Monteiro!