Sábado, 25 de Abril de 2009
Nada acontece por acaso...

Quando um novo desafio surge na nossa vida, temos tendência a agarrá-lo com entusiasmo. Preparamo-nos para que o abstracto ganhe forma. Empenhamo-nos ao máximo. Passamos a viver sob alçada de darmos o nosso melhor!

Um dia a prova final chega e há que tornar o abstracto em concreto. Arriscamos e, a dado momento, falhamos! Falhamos de forma inexplicável!

Há dias em que apetece desistir, ficar-se parado no stop para deixar passar todos os problemas ou fracassos que entram de mansinho na nossa vida!

Nem sempre conseguimos superar as dificuldades, os medos e a pressão. De repente, tornamo-nos no pesadelo do próprio eu. Éramos diamante que se transformou em carvão.

Nos dias seguintes, o sentimento de fracasso aumenta.

Lamentamos as nossas falhas. Sentimo-nos culpados por não termos sido melhores. Martirizamo-nos!.

O novelo de algodão branco dos nossos pensamentos fica manchado. Choramos todas as lágrimas do corpo até ao absoluto cansaço, até que o abatimento esgote o eu.

A tristeza entra na nossa vida e faz-nos viver em banho maria. A palavra de ordem é a lentidão!

A tristeza é prima da melancolia e do tédio existencial.

Para acabar com a tristeza, é preciso reflectir, procurar o apoio dos outros e deixar que o tempo sare algumas feridas.

Mas a tristeza não é totalmente negativa... e obriga-nos a parar, a fazer uma espécie de retiro espiritual. Só assim podemos aprender a evitar situações semelhante àquela que nos causou a dor. A tristeza também nos protege da agressividade do outro e origina uma onda de empatia e de apoio.

Esta última semana que passou foi complicada e stressada. Demasiadas coisas acontecer ao mesmo tempo no trabalho, com algumas horas de boa disposição e muitas de stress, de coisas para resolver, de pequenos imprevistos para pensar e tentar dar a volta...

Esta semana falhei! Provei o amargo sabor do fracasso, da tristeza e da desilusão. Inexplicavelmente esqueci-me de um jantar de aniversário de uma amiga que adoro! Inexplicavelmente deixei que o stress e a azáfama, que vivo no trabalho, cruzasse e atropelasse a minha vida pessoal. Por mais que me esforce não consigo entender este esquecimento. E apesar de não ter tido consequências na minha amizade com essa minha amiga, (que me provou que a nossa amizade consegue estar acima de tudo), não consigo deixar de sentir esta tristeza e desilusão com o meu eu!

Como já disse aqui no meu blog... vou algumas vezes ao fundo do poço mas não consigo ficar lá muito tempo... tento sempre ultrapassar os obstáculos, os fracassos e as desilusões pelo simples facto de aceitá-los como parte integrante da minha vida.

Fiquei triste e desanimada. Senti-me desiludida comigo própria. Mas quem me rodeia não merece que eu me sinta triste e desanimada e quem me conhece sabe que tenho muita força interior.

Nada acontece por acaso... é o titulo deste post! Neste período de tristeza eis que recebo Mimos!

Mimos virtuais que conseguem entrar na realidade dos meus sentimentos e me deram uma força tão grande!

Ontem, sexta-feira, passei toda a manhã entre duas reuniões... numa das pausas consegui vir ao blog e postar algumas imagens que me fizeram rir... sabia que precisaria de me motivar para o resto do dia... e deparei-me com os mimos da green.eyes e da pingodemel.Tive um dia tão exaustivo ontem, que ao fim do dia adormeci no sofá, extenuada de cansaço... dormi 14 horas seguidas! Só hoje me é possível agradecer os vossos mimos e a estes juntam-se outros mimos que recebi hoje do falar-ao-acaso e da azuldoceu.

 

 

Interpreto o meu esquecimento como um sinal de que tenho que abrandar o ritmo no trabalho. Interpreto a minha tristeza comigo própria  como sinónimo de fraqueza e vazio... mas um vazio que tem cura... basta enchê-lo com afecto! Afecto de mim própria e afecto dos outros que gostam de nós. Os afectos não se forçam... sentem-se!

Queria dizer-vos que senti o vosso afecto! Os mimos recebidos vieram colmatar esse vazio e encheram-me o coração. Só me resta dizer... bem haja aos vossos miminhos, que tão bem que me fizeram sentir!

O meu sincero obrigado!

 

Passo estes mimos a todos os meus amigos aqui do blog e em particular aqueles de quem os recebi: à Green Eyes, à Pingo de Mel, ao Falar-ao-Acaso e à Azul do Céu e a alguns que destaco por particular carinho, pelo apoio e palavras amigas que tenho trocado por email ou msn ou skype. Devia destacar cinco amigos, mas porque na vida há coisas que sabem bem a triplicar, os meus mimos de hoje vão para estes amigos:

MIGUXA

100timento

Just Moments

Sugar

Blue Eyes

cuidandodemim

miúda

tn

fairyland

Sorrisoduplo

sonhandoaosquarent...

TST

Infinito e Mais Al...

mamaepedro

Joana

 

Deixo-vos com esta melodia que também me tem enchido o coração :)

 

Lucky

Do you hear me, I'm talking to you
Across the water across the deep blue ocean
Under the open sky oh my, baby I'm trying

Boy I hear you in my dreams
I feel you whisper across the sea
I keep you with me in my heart
You make it easier when life gets hard

I'm lucky I'm in love with my best friend
Lucky to have been where I have been
Lucky to be coming home again

They don't know how long it takes
Waiting for a love like this
Every time we say goodbye
I wish we had one more kiss
I wait for you I promise you, I will

I'm lucky I'm in love with my best friend
Lucky to have been where I have been
Lucky to be coming home again
I'm lucky we're in love in every way
Lucky to have stayed where we have stayed
Lucky to be coming home someday

And so I'm sailing through the sea
To an island where we'll meet
You'll hear the music, feel the air
I put a flower in your hair

And though the breeze is through trees
Move so pretty you're all I see
As the world keep spinning round
You hold me right here right now

I'm lucky I'm in love with my best friend
Lucky to have been where I have been
Lucky to be coming home again
I'm lucky we're in love in every way
Lucky to have stayed where we have stayed
Lucky to be coming home someday

 

 


sinto-me: em paz, feliz

publicado por Sheila às 23:54
link do post | comentar | favorito

21 comentários:
De azuldoceu a 26 de Abril de 2009 às 13:27
Olá!
Há dias assim, há momentos assim, há alturas assim...
Infelizmente muitas vezes somos absorvidos ou deixamo-nos absorver demasiado pelo trabalho e pelas preocupações diárias. E acabamos por pôr em segundo plano, aquilo que deveria estar sempre em primeiro, que é a nossa vida pessoal, a nossa felicidade.
Quanto aos erros, fracassos e afins... o que posso dizer... ninguém gosta de os cometer, mas o que havemos de fazer? Aprender, evoluir, amadurecer... e também reconhecer que errámos.
Tal como dizes, "Mas a tristeza não é totalmente negativa... e obriga-nos a parar, a fazer uma espécie de retiro espiritual". Sempre que algo nos afecta pela negativa, somos obrigados a parar um pouco para reflectir. E é nessas alturas que temos de mudar algo... para que não voltemos a cometer os mesmos erros, para que possamos ser mais felizes.
Espero que essa nuvem mais cinzenta já não paire sobre ti e que sintas a vida de uma forma muito mais colorida, como penso que sentes a maior parte das vezes.
Fico contente por ter contribuido de alguma forma para dar alguma cor nesta altura mais triste.
Desejo-te um domingo cheio de , alegria e muita cor.
Um beijinho grande e uma excelente semana!


De Sheila a 27 de Abril de 2009 às 01:08
Olá Linda :)
É mesmo isso... há dias, momentos e alturas assim, menos bons... mas que nos fazem re-pensar a vida e a forma como a estamos a levar. Talvez nem todos tenham a sorte de conseguir interpretar determinadas coisas como sinais. Sou a primeira a reconhecer um erro, a pedir desculpa quando é o caso ou a dar o braço a torcer sempre que me vejo numa situação do género... apenas não consigo é passar por esses momentos como se de algo banal se tratásse. Tenho plena consciencia que irei cometer mais alguns erros, ou que irei errar noutras situações... é a vida a colocar-nos à prova... a melhorar-nos. Sabes não posso deixar de sentir alguma tristeza ou desilusão. Não tenho ainda aquela força de dormir sobre o assunto e no dia seguinte acordar de bem com a vida. Como dizes no teu comentário sinto-me obrigada a parar, a reflectir, a ganhar força e retomar o rumo da felicidade interior. O meu fdsemana foi bom, deu para me dedicar à vertente mais pessoal, deu para fazer e fechar algumas coisas pessoais que também me preocupavam e neste momento sinto-me pronta para retomar. Esta semana começa mais uma luta por trabalhar apenas 8h diárias e não descurar de modo algum a minha vida pessoal!
Obrigado pelo teu carinho, pelos teus mimos e pela tua amizade, que é muito importante para mim!
Beijo enorme e desejo-te uma excelente semana também!
Sheila


Comentar post

* mais sobre mim
* Maio 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


* posts recentes

* Cats Love

* O que procuramos?

* Querida Cátia :)

* Há coisas que nos passam ...

* Estou uma lamechas...

* Há dias como o de hoje…

* Delicia :)

* 4 meses e meio :)

* Tiroidectomia Total – 2 m...

* Tiroidectomia Total

* Vida

* Adoro...

* Imprescindível...

* Amar...

* Espera...

* Arrependimentos...

* arquivos

* Maio 2013

* Novembro 2011

* Outubro 2011

* Agosto 2011

* Julho 2011

* Fevereiro 2011

* Janeiro 2011

* Dezembro 2010

* Novembro 2010

* Outubro 2010

* Setembro 2010

* Junho 2010

* Maio 2010

* Abril 2010

* Março 2010

* Fevereiro 2010

* Janeiro 2010

* Dezembro 2009

* Novembro 2009

* Outubro 2009

* Setembro 2009

* Agosto 2009

* Julho 2009

* Junho 2009

* Maio 2009

* Abril 2009

* Março 2009

* tags

* todas as tags

* favoritos

* Chocolate

* Destino

* FoodScapes - Absolutament...

* O tempo voa...

* Escrever a Vida em Capítu...

* Afastamentos

* As Surpresas da Vida

* Momentos de Ternura

* A força da nossa vitória

* Orgasmo da Vida

* links
* pesquisar