Sexta-feira, 3 de Abril de 2009
O "fenómeno" Jade Goody

Começo por dizer que não sei se teria a coragem desta mulher, não só na sua exposição nos media, desde há alguns meses até à hora da sua partida, como na forma como encarou o seu destino. Só o consigo compreender porque deixou assegurado o futuro dos filhos e porque se calhar já não tinha mesmo nada a perder.

A história é conhecida de todos, dado o fenómeno e a popularidade que assumiu na comunicação social em todo o mundo.

 

 

Jade nasceu e cresceu numa familia disfuncional, ligada ao consumo de droga, e que segundo os media, foi o que a fez ser escolhida para o programa de reality show "Big Brother" Inglês, realizado em 2002. Foi nesta altura, provavelmente, uma das mulheres mais odiadas em Inglaterra. A sua actuação no programa referido foi pautada de bebedeiras, má educação e sexo ao vivo com colegas da casa. Viria numa seguinte fase a integrar o Big Brother de Celebridades, levando consigo a mãe, conhecida pelo vicio da droga. Mãe e filha estavam desenquadradas e eram a imagem do britânico comum, num programa onde participavam estrelas a sério. Jade foi apanhada nas malhas da sua ignorância. Com dificuldades em pronunciar o nome da estrela de filmes indianos, Shilpa Shetty, referia-se à colega de programa como "a indiana". O escândalo rebentou e até o Primeiro-Ministro foi obrigado a comentar o comportamento da cidadã do seu País. Acabou por ser este percalço a abrir-lhe as portas a outro reality show, desta vez na India: "Big Boss". E foi neste programa que veio a saber que sofria de cancro, aquela terrível doença que veio no entanto fazer com que o público se aproximasse dela de uma forma diferente, gerador de uma empatia por aquela pessoa que passa por um momento difícil.

 

 

O cancro foi motor de simpatia do público... afinal é uma doença da qual não se tem culpa, uma fatalidade na vida de qualquer um. Se o diagnóstico fosse Sida, talvez nunca tivesse tido a capacidade de vender a sua história até ao fim, afinal a Sida é uma doença que dependendo das circunstâncias acaba por ser vista como uma doença que uma pessoa criou para ela própria. A história, a decadência diária vendeu... a avidez do público por ver a desgraça alheia compôs o fenómeno, que rendeu uma fortuna e servirá para garantir o futuro dos filhos. Jade terá uma estátua erguida em sua memória, na cidade onde cresceu, pelo seu empenho em promover o rastreio do cancro do colo do útero.

 

 

Morreu no passado dia 22 de Março, dia comemorativo do Dia da Mãe em Inglaterra. Será sepultada amanhã, dia 4 de Abril, sob um ritual há muito idealizado e programado por ela.

A SIC vai transmitir, em exclusivo nacional, o documentário sobre os últimos momentos da vida de Jade. Sinceramente dúvido que venha a ver esse programa.

 

Não sei qual é a vossa opinião sobre toda esta história. Revolta-me este aproveitamento do sofrimento alheio de um ser humano. Mas ao pensar que era seu desejo só me resta aceitar e compreender que cada um de nós faz a escolha que acha melhor para as suas vidas. Resta-me relembrá-la como uma lutadora, alguém que até ao último momento não descurou os seus cuidados com os filhos e que até ao fim da sua vida lutou sempre pelos seus interesses com carinho e com a certeza que a sua partida lhes deixava o futuro garantido.

 

Desejo que descanse em paz.

Desejo que os seus filhos a recordem com muito carinho e tenham a sua coragem.

 


sinto-me:

publicado por Sheila às 19:36
link do post | comentar | favorito

2 comentários:
De cuidandodemim a 4 de Abril de 2009 às 12:45
No meu dia-a-dia como enfermeira vejo muitos casos como este, de mães jovens que partem cedo, deixando os filhos e a família. São tantos, tantos que acontecem, infelizmente. Este só se torna diferente porque foi exposto pelos media. Mas nos casos que vivencio a coragem e a luta são iguais. A força é igual. Não tiveram foi a sorte de poder angariar milhões para deixar aos filhos...
Bjns


De Sheila a 6 de Abril de 2009 às 01:50
Olá Linda :)
Não imagino o que tu passes diariamente... tenho noção que existem infelizmente muitos casos deste género e como um desfecho bem mais triste e injusto para quem fica. Tenho a certeza que se o problema de saúde de Jade tivesse sido a Sida... o desfecho teria sido bem diferente. Obrigado pelo teu comentário.
beijo doce


Comentar post

* mais sobre mim
* Maio 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


* posts recentes

* Cats Love

* O que procuramos?

* Querida Cátia :)

* Há coisas que nos passam ...

* Estou uma lamechas...

* Há dias como o de hoje…

* Delicia :)

* 4 meses e meio :)

* Tiroidectomia Total – 2 m...

* Tiroidectomia Total

* Vida

* Adoro...

* Imprescindível...

* Amar...

* Espera...

* Arrependimentos...

* arquivos

* Maio 2013

* Novembro 2011

* Outubro 2011

* Agosto 2011

* Julho 2011

* Fevereiro 2011

* Janeiro 2011

* Dezembro 2010

* Novembro 2010

* Outubro 2010

* Setembro 2010

* Junho 2010

* Maio 2010

* Abril 2010

* Março 2010

* Fevereiro 2010

* Janeiro 2010

* Dezembro 2009

* Novembro 2009

* Outubro 2009

* Setembro 2009

* Agosto 2009

* Julho 2009

* Junho 2009

* Maio 2009

* Abril 2009

* Março 2009

* tags

* todas as tags

* favoritos

* Chocolate

* Destino

* FoodScapes - Absolutament...

* O tempo voa...

* Escrever a Vida em Capítu...

* Afastamentos

* As Surpresas da Vida

* Momentos de Ternura

* A força da nossa vitória

* Orgasmo da Vida

* links
* pesquisar