Terça-feira, 17 de Novembro de 2009
O tempo voa...

 

Será só impressão minha ou o tempo passa cada vez mais apressado por nós? Parece escapar rapidamente por entre os nossos dedos e parece uma surpresa descobrir que não fizemos metade do que tínhamos planeado.

De há uns anos para cá que tenho a sensação que o tempo voa... é angustiante, mas mal acabam as férias de Verão... e num passe de mágica estamos praticamente no Natal!!

O tempo continua a correr ao ritmo de um tic-tac cada vez mais digital e menos mecânico, mas não é por isso que nos parece correr mais depressa do que quando éramos crianças e contávamos as semanas, dias, horas e minutos. Certo é que o tempo é exactamente o mesmo! Certo é que quem mudou fomos nós porque estamos mais ocupados e menos ansiosos em crescer rumo a uma vida de adulto que antigamente nos seduzia. Hoje ouço da minha filha expressões como: “quando eu for grande...” ou “ quando eu tiver a idade “x” já me posso deitar mais tarde” e indicadoras de uma ansiedade partilhada por mim há alguns anos atrás e que me fazem ver a mudança impressa na minha vida desde esse tempo.

 

Por isso, a mudança de referencial está dentro de nós e o tempo parece ser mais veloz que nós próprios e do que a nossa capacidade de agir e reagir perante um mundo que exige de nós respostas rápidas. No meio desta vivência acabamos por não fazer as pausas regulares para analisarmos o que fizemos e o que queremos atingir, ou quando as fazemos descobrimos que passou tanto tempo desde a última vez que fizemos uma paragem de reflexão. Descobrimos assim que o tempo passou por nós sem que tivéssemos tempo ou capacidade para assimilar tudo o que aconteceu entretanto ou tudo o que vivemos até então!

 

A sensação é que parece que o tempo voa sem que tenhamos capacidade de o acompanhar. Há quem ache que as pausas parecem perda de tempo, mas se calhar é isso que nos falta para conseguirmos entender que o passar dos segundos continua a ser o mesmo que ouvíamos no bater do velho relógio da nossa infância.

 

Há dias que tenho saudades do tempo em que tinha tempo para ver passar o tempo!

 



publicado por Sheila às 23:51
link do post | comentar | favorito
|

12 comentários:
De Selene a 18 de Novembro de 2009 às 10:28
Apesar de um pouco mais novinha que tu sinto exactamente o mesmo! Reproduziria frase por frase que escreveste tal é a minha identificação a elas...
Às vezes fico assustada com a velocidade que o tempo passa, não chega para nada e pensar que o tempo é o mesmo e em criança nunca mais passava... As horas continuam a ter 60 minutos mas hoje em dia vivemos num stress. As pausas são vitais para descansarmos e repensarmos a vida só que são muito poucas comparadas com o que vivemos de stress e quando damos por ela andamos perdidos, levamos pantufadas da vida e não tivemos tempo de nos recompormos...
Também tenho saudades de quando o tempo nunca mais passava...
Lindo texto, já adicionei imensos textos teus aos meus favoritos, espero que não te importes, este será mais um. Simplesmente adoro-os.
Beijinhos doces.


De Sheila a 18 de Novembro de 2009 às 17:49
És um doce amiga :)
De facto sinto cada vez mais o tempo a passar à velocidade da luz. No fundo não creio que deixe de fazer muita coisa, mas às vezes o tempo a passar depressa trás com ele um cansaço imenso e possivelmente passamos mais tempo a tentar descansar e isso rouba-nos a vontade de fazer outras coisas ou pelo menos a adiá-las LOL
Isto é como nós rendermos mais ou menos conforme a estação do ano. Para mim e quando entramos neste período do ano em que a mudança da hora nos troca as voltas e nos dá a sensação que o dia é mais curto, sinto que não produzo tanto ou tenho vontade de "acrescentar valor". Nestes dias sinto é uma vontade enorme de ir para casa e simplesmente ficar sem fazer nada lolol
Minha querida adiciona os textos todos que quizeres, para mim é um elogio e uma alegria imensa.
Muitos beijinhos doces


De Selene a 18 de Novembro de 2009 às 20:08
Pois é! Com este tempo só apetece chegar a casa e descansar e o tempo que sobra nunca chega para nada!
Eu adoro os teus textos...Beijinhos doces!


De descobrirafelicidade a 18 de Novembro de 2009 às 11:10
A mudança do referencial está dentro de nós, mas deve haver algo mais porque já não é só para a minha geração que o tempo parece mais veloz. Quando era criança parecia que existia uma eternidade até chegar o Natal. Agora, até os meus filhos adolescentes acham que parece que estamos com o Natal à porta em pouco tempo. Será esta sociedade de consumo desenfreado que nos põe, logo em Outubro, o Natal nos centros comerciais? Ou que não existe uma demarcação de épocas, estações, lugares? Não seremos nós que fazemos voar o tempo? Creio que nos cabe segui-lo sem pressas, acompanhando-o sem o acelerar. Um abraço demorado


De Sheila a 18 de Novembro de 2009 às 17:57
Ai amiga como adorei o teu abraço demorado :)) Soube-me muito bem :) Obrigada :)
A minha filha ainda não sente o tempo a passar depressa, mas o referencial está lá e a vontade de "crescer depressa" é prova disso mesmo num sem número de situações.
Concordo contigo e acho que a tal sociedade consumista que focas também ajuda a acelerar o tempo ou pelo menos a demarcação das fases festivas lol. Acho também que voamos sobre a nossa rotina. Mas ora temos vontade de fazer imensas coisas em poucas horas como o inverso. Uma coisa é certa, a partir do momento que as nossas "obrigações" aumentam, o tempo passa a ser minuciosamente calculado e vivido de forma a conseguirmos fazer tudo e é como eu dizia no texto, passamos a estar mais ocupados e literalmente focamo-nos nas nossas ocupações que se dividem em escolhas, apostas, decisões, obrigações, etc. A própria vida às vezes apressa-nos e nós muitas vezes não paramos um minuto para desacelerar o ritmo e é isso que nos faz falta.
Beijinhos doces e um abraço apertadinho :))


De Li@ a 18 de Novembro de 2009 às 13:00
Concordo contigo, também para mim o tempo corre, passa como uma vaga de vento e quando nos apercebemos já se passou o ano.



De Sheila a 18 de Novembro de 2009 às 18:01
Olá linda :)
Como concordo contigo "... quando nos apercebemos já se passou o ano"... é por vezes angustiante!
Curiosamente assustador é que tenho a ideia há uns anos atrás que sempre que fazia a minha lista de prendas de Natal tinha que fazer um esforço para me lembrar do que tinha oferecido a det. pessoa no ano anterior. Já no ano passado e até neste fim de semana quando elaborei a minha lista para este ano, tenho bem presente todas as prendas que comprei no ano passado e mais uma razão para sentir que ok passou um ano, mas parece que foi há 2 ou 3 meses...
Beijinhos doces para ti :) e que bom ver-te de volta :)))


De cuidandodemim a 18 de Novembro de 2009 às 18:06
Acho que quanto mais a nossa vida está cheia, mais o tempo nos escapa. Quanto mais planos, mais objectivos, mais sonhos temos, mais ele se preenche e aos nossos olhos se torna mais reduzido, mas na verdade é o mesmo. Nós é que, com o passar dos anos, o vemos de forma diferente :)
Bjns


De Sheila a 18 de Novembro de 2009 às 18:14
Olá querida
Tambem acho e quanto mais estamos preenchidos de coisas, projectos, objectivos ou tarefas mais sentimos o tempo escapar. Quantas vezes ainda dizemos... " o tempo bem que podia esticar"... mas depois e de tempos a tempos sentimos de facto que o tempo voa e passa depressa mais.
Beijinhos grandes para ti


De Segredos!!! a 18 de Novembro de 2009 às 21:21
Cheira a Natal pk??? Porque sai uma pessoa ds praia e já há luxinhas de natal e bonecos de neve....
E depois...claro...é Natal, e passaram-se uns meses e nós não demos por nada...

Beijinhs****


De Sheila a 18 de Novembro de 2009 às 22:59
É verdade sai uma pessoa da praia e rapidamente os dourados, os vermelhos, os prateados e o verde dos pinheiros invadem-nos as vistas lolol e o Natal está ai mesmo à porta :)
O tempo não corre apenas... voa simplesmente! Mas olha enquanto o formos vendo a passar é um excelente sinal!
Beijinhos doces para ti


De MIGUXA a 19 de Novembro de 2009 às 10:51
Pois é minha querida o tempo parece-nos que voa, e apenas porque a cada dia que passa nos falha precisamente mais um dia...e, a roda viva é tal que achamos sempre que não vamos ter tempo para tudo. E quanto mais velhos estamos pior. Enfim, ilusões...


Beijinhos doces para ti e teus amores
Margarida


Comentar post

* mais sobre mim
Vamos concretizar um sonho! Vota Luís Pingu Monteiro!
* Maio 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


* posts recentes

* Cats Love

* O que procuramos?

* Querida Cátia :)

* Há coisas que nos passam ...

* Estou uma lamechas...

* Há dias como o de hoje…

* Delicia :)

* 4 meses e meio :)

* Tiroidectomia Total – 2 m...

* Tiroidectomia Total

* Vida

* Adoro...

* Imprescindível...

* Amar...

* Espera...

* Arrependimentos...

* arquivos

* Maio 2013

* Novembro 2011

* Outubro 2011

* Agosto 2011

* Julho 2011

* Fevereiro 2011

* Janeiro 2011

* Dezembro 2010

* Novembro 2010

* Outubro 2010

* Setembro 2010

* Junho 2010

* Maio 2010

* Abril 2010

* Março 2010

* Fevereiro 2010

* Janeiro 2010

* Dezembro 2009

* Novembro 2009

* Outubro 2009

* Setembro 2009

* Agosto 2009

* Julho 2009

* Junho 2009

* Maio 2009

* Abril 2009

* Março 2009

* tags

* todas as tags

* favoritos

* Chocolate

* Destino

* FoodScapes - Absolutament...

* O tempo voa...

* Escrever a Vida em Capítu...

* Afastamentos

* As Surpresas da Vida

* Momentos de Ternura

* A força da nossa vitória

* Orgasmo da Vida

* links
* Doces Miminhos
* pesquisar
 
* Doces Visitas (desde 9 MAR 2009)
Hit Counter
* Playlist


MusicPlaylist
Music Playlist at MixPod.com

* Time



More Cool Stuff At POQbum.com

* Contador de Doces Refugiados
free counters
eXTReMe Tracker
* Doces Refugiados (desde 3 ABR 2009)
Vamos concretizar um sonho! Vota Luís Pingu Monteiro!