Domingo, 31 de Maio de 2009
Sede de viver!

Esta é uma das verdadeiras belezas da vida e a prova que a sede de viver triunfa sobre quaisquer agruras de um Inverno gelado ou de um Outono ventoso. Esta flor é fruto de uma planta que semeei há uns 5 anos, num dos canteiros da entrada da minha casa. Todos os anos, e quando acaba o Verão, esta planta permanece "morta" até à Primavera, Mesmo quando renovamos algumas plantas dos canteiros, esta é uma das que, apesar do seu aspecto seco e morto, teimamos em não retirar da terra. A sua sede de viver tem prevalecido até hoje, e esta flor maravilhosa é bem prova disso! Todos os anos, por esta altura, somos presenteados pela magnificência da sua beleza.

 

O viver a vida pode ser comparado a esta planta! Nasce da relação entre a semente e a terra que a recebe. Nas melhores condições, a pequena semente poderá desenvolver-se numa pequena flor, regada pelo orvalho do desejo e da persistência e aquecida pelo sol da vontade e da bondade. Terá que ter resistência para aguentar as agruras do tempo e por vezes a algumas situações tempestivas de trovoadas ou faíscas violentas que destroem um crescimento de anos e anos. Chegada a bonança a planta resistiu e novos rebentos nascem e novas flores embalsamam o ar sempre que o vento faz uma visita. Viver a vida amadurece-nos e levará ao nascimento de outros frutos, porque a sede de viver revela-se e triunfa sobre quaisquer agruras com que a vida nos finta!

 

Que todos nós saibamos viver a vida, tenhamos consciência de todas as suas agruras ou tempestades, mas que nunca nos falta a sede de viver!

Tenham um excelente resto de fim de semana e um feliz início de semana!

 



publicado por Sheila às 02:11
link do post | comentar | ver comentários (10) | favorito
|

Sábado, 30 de Maio de 2009
O Jogo dos Sentimentos

 

"Uma vez, reuniram-se todos os sentimentos, qualidades e defeitos dos homens num lugar da terra.

Quando o ABORRECIMENTO começou a reclamar pela terceira vez, a LOUCURA, como sempre tão louca, propôs-lhe: - Vamos brincar ao esconde-esconde?

A INTRIGA levantou a sobrancelha intrigada e a CURIOSIDADE, sem poder conter-se, perguntou: - Esconde-esconde? Como é isso?

- É um jogo, explicou a LOUCURA, em que eu fecho os olhos e começo a contar de um a um milhão enquanto vocês se escondem, e quando eu tiver terminado de contar, o primeiro de vocês que eu encontrar ocupará o meu lugar para continuar o jogo.

O ENTUSIASMO dançou juntamente com a EUFORIA. A ALEGRIA deu tantos saltos que acabou por convencer a DÚVIDA e até mesmo a APATIA, que nunca se interessava por nada. Mas nem todos quiseram participar! A VERDADE preferiu não esconder-se. - Para que, se no final todos me encontram? - Pensou.

A SOBERBA achou que era um jogo muito tonto e a COBARDIA preferiu não arriscar-se.

- Um, dois, três, quatro... - Começou a contar a LOUCURA.

A primeira a esconder-se foi a PRESSA, que como sempre caiu atrás da primeira pedra do caminho. A FÉ subiu ao céu e a INVEJA escondeu-se atrás da sombra do TRIUNFO, que com o seu próprio esforço tinha conseguido subir ao cimo da árvore mais alta.

A GENEROSIDADE quase não conseguiu esconder-se, pois cada local que encontrava, lhe parecia maravilhoso para algum de seus amigos: Se era um lago cristalino, ideal para a BELEZA. Se era a árvore mais alta, perfeito para a TIMIDEZ; Se era o vôo de uma borboleta, o melhor para a VOLÚPIA; Se era uma rajada de vento, magnífico para a LIBERDADE. E assim, acabou escondendo-se num raio de sol.

O EGOÍSMO, ao contrário, encontrou um local muito bom desde o início. Ventilado, cômodo, mas apenas para ele. A MENTIRA escondeu-se no fundo do oceano (mentira, na realidade, escondeu-se

atras do arco-íris) e a PAIXÃO e o DESEJO, no centro dos vulcões. O ESQUECIMENTO, não me recordo onde escondeu-se, mas isso não é o mais importante. Quando a LOUCURA estava lá pelo 999.998, o AMOR ainda não tinha encontrado um lugar para esconder-se, pois todos já estavam ocupados, até que encontrou uma rosa e, carinhosamente, decidiu esconder-se entre as flores.

- Um milhão! - terminou de contar a LOUCURA e começou a busca.

A primeira a aparecer foi a PRESSA, apenas a três passos de uma pedra. Depois, escutou-se a FÉ a discutir com DEUS, no céu, sobre zoologia. Sentiu vibrar a PAIXÃO e o DESEJO nos vulcões. E por um descuido, encontrou a INVEJA e claro, pode deduzir onde estava o TRIUNFO.

O EGOÍSMO, não teve nem que procurá-lo. Ele sozinho saiu disparado do seu esconderijo, que na verdade era um ninho de vespas. De tanto caminhar, sentiu sede e ao aproximar-se de um lago, descobriu a BELEZA. A DÚVIDA foi mais fácil ainda, pois encontrou-a sentada sobre uma cerca sem decidir de que lado é que ia esconder-se. E assim foi encontrando todos: O TALENTO entre a erva fresca, a ANGÚSTIA numa cova escura, a MENTIRA atrás do arco-íris (mentira, estava no fundo do oceano) e até o ESQUECIMENTO, que já se tinha esquecido que estava a brincar de esconde-esconde.

Apenas o AMOR não aparecia em lado nenhum. A LOUCURA procurou atrás de cada árvore, debaixo de cada rocha do planeta e em cima das montanhas. Quando estava quase a dar-se por vencida, encontrou um roseiral. Pegou numa forquilha e começou a mover os ramos, quando, no mesmo instante, escutou-se um doloroso grito. Os espinhos tinham ferido o AMOR nos olhos. A LOUCURA não sabia o que fazer para desculpar-se. Chorou, rezou, implorou, pediu e até prometeu ser seu guia.

Desde então, desde que pela primeira vez se brincou de esconde-esconde na terra: O AMOR é cego e a LOUCURA acompanha-o sempre."

 

Este texto tem muitos anos já, mas contínua a ser uma delicia e não podia deixar de o incluir aqui no meu cantinho!

Tenham um excelente fim de semana!

 



publicado por Sheila às 02:35
link do post | comentar | ver comentários (10) | favorito
|

Sexta-feira, 29 de Maio de 2009
Acreditas?

Acredito nas pessoas!

Acredito especialmente naquelas em que

habita algo mais que a Humanidade!

Acredito nas pessoas

que por vezes confundimos com anjos

e que entram nas nossas vidas

e preenchem o nosso espaço com

pequenas alegrias e grandes atitudes!

Acredito nas pessoas

que não precisam de fazer jogos

para conseguir o que buscam,

porque os seus desejos realizam-se

pelas suas acções e reações

e não pelos seus caprichos!

Acredito nas pessoas

que vivem a vida com a mesma

intensidade de um grande amor!

Acredito nas pessoas

que passam pelo mundo e deixam

as suas marcas, lembranças, saudades

e não apenas rastros!

Acredito nas pessoas

que habitam o perfeito universo,

e a perfeita ordem que nele existe...

Pessoas de Alma limpa e puras de coração!

 E tu em que é que acreditas?

 



publicado por Sheila às 00:55
link do post | comentar | ver comentários (14) | favorito
|

Quinta-feira, 28 de Maio de 2009
Given up?

 

 

Não desistas porque,
mesmo quando falhámos e caimos,
há sempre a hipótese de nos levantarmos de novo.
Não desistas porque,
mesmo quando destoamos da multidão,
há sempre alguém que se prende no nosso olhar perdido.
Não desistas porque,
mesmo se parece que o mundo acabou hoje,
ele continua a girar semeando em ti
a esperança que ainda há-de germinar.
Não desistas porque ainda há quem esteja do teu lado…

 



publicado por Sheila às 00:04
link do post | comentar | ver comentários (12) | favorito
|

Quarta-feira, 27 de Maio de 2009
Caso Alexandra

 

E PORQUE OS BLOGS TAMBÉM SERVEM PARA ALGUMA COISA..

 

ESPERO QUE ESTE POST MAIS DO QUE QUALQUER OUTRO

 SIRVA PARA MOBILIZAR AS PESSOAS, PELO MENOS UMA VEZ NA VIDA. 

 

PAREM UM POUCO E PENSEM QUE PODEMOS FAZER A DIFERENÇA,

OU PELO MENOS TENTAR..

TODOS ANDAMOS OCUPADOS..

TODOS TEMOS OS NOSSOS PROBLEMAS..

MAS SERÁ QUE PODEMOS TIRAR 5 MINUTOS

DA NOSSA VIDA E TENTAR FAZER ALGO ÚTIL?'

 

FICA O DESAFIO:

 

PEDIA A TODOS QUE AMANHÃ NOS  

VOSSOS BLOGS ESCREVESSEM ISTO:

 

HOJE TENHO VERGONHA DA JUSTIÇA PORTUGUESA

 

E QUE PUSESSEM ESTE LINK:

www.peticao.com.pt/alexandra

 

deste blog

www.xaninhanossa.blogspot.com/

 

E ESTE VIDEO:

sic.aeiou.pt/online/video/informacao/noticias-pais/2009/5/caso-alexandra.htm

 

QUEM QUISER ESCREVER ALGO QUE O FAÇA,

MAS PELO MENOS PONHAM ISTO..

 

E NÃO É PRECISO SER MÃE,

PARA SE UNIR A ESTA CAMPANHA. 

SÓ É PRECISO SER HUMANO..

 

OBRIGADA DESDE JÁ AOS QUE DECIDIREM ADERIR..

 

A minha mensagem pessoal:

O desejo que esta menina regresse a Portugal e

possa ter o amor, o carinho, a protecção,

o apoio e a esperança que este video nos transmite!

 

 



publicado por Sheila às 00:25
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

Terça-feira, 26 de Maio de 2009
A vida é feita de Momentos!

 

As nossas memórias não são lineares como a seta do tempo em que passado, presente e futuro se seguem em ordem cronológica.

Há momentos que se sobrepõem uns aos outros na nossa mente, arrumados na escrivaninha da memória em pequenas gavetas, organizados pelos nossos afectos.

Certos dias, agarramos o momento presente e vivemo-lo com ousadia e garra.

Outros dias, deixamos o tempo correr como se estivessémos a ver um filme e estivessémos alheados de nós mesmos…

Há momentos que são oportunidades que foram adiadas, recusadas, ignoradas; oportunidades que voltam ou talvez não.

Há momentos que são dobragens improváveis de outros dias, como se o tempo fosse um disco riscado e ficasse repetidamente a tocar a mesma faixa.

Não esperar demasiado tempo para viver, não acelerar o querer que ainda não é existente.

Não desejar o momento inalcançável e não desperdiçar o momento que se oferece como perfume em flor.

 

Segue a estrada da vida sem medo e sente-os! Vive-os!

 

Porque A vida é feita de momentos!



publicado por Sheila às 12:09
link do post | comentar | ver comentários (10) | favorito
|

Segunda-feira, 25 de Maio de 2009
Sensibilidades...

 

Fácil é ocupar um lugar na agenda telefónica.

Difícil é ocupar o coração de alguém. 

 

Fácil é julgar os erros de outros.

Difícil é reconhecer os nossos próprios erros.

 

Fácil é ferir quem nos ama.

Difícil é curar essa ferida. 

 

Fácil é perdoar a outros.

Difícil é pedir perdão.

 

Fácil é exibir a vitória.

Difícil é assumir a derrota com dignidade. 

 

Fácil é sonhar todas as noites.

Difícil é lutar por um sonho.

 

Fácil é orar todas as noites.

Difícil é encontrar Deus nas pequenas coisas. 

 

Fácil é dizer que amamos.

Difícil é demonstrá-lo todos os dias...

 

Fácil é criticar os demais.

Difícil é melhorar-nos a nós mesmos... 

 

Fácil é pensar em melhorar.

Difícil é deixar de pensá-lo e realmente fazê-lo..

 

Fácil é receber.

Difícil é dar. 

 

Fácil é ler este texto

Dificil é pô-lo em prática...

 



publicado por Sheila às 18:52
link do post | comentar | ver comentários (14) | favorito
|

Domingo, 24 de Maio de 2009
Desejos...

  

 

Que tenhas de tudo um pouco.

 

Sensibilidade: para não ficares indiferente perante as belezas da vida

Coragem: para colocares a timidez de lado e poderes realizar o que tens vontade

Solidariedade: para não ficares neutro diante do sofrimento da humanidade

Bondade: para não desviares os olhos de quem te pede ajuda

Tranquilidade: para quando chegares ao fim do dia, poderes deitar e dormir o sono dos anjos

Alegria: para a poderes distribuir, colocando um sorriso no rosto de alguém

Humildade: para reconheceres aquilo que não és

Amor próprio: para compreenderes as tuas qualidades e gostares do que vês por dentro

: para te guiares, te sustentares e te manteres de pé

Sinceridade: para seres verdadeiro, gostares de ti mesmo e viveres melhor

Felicidade: para descobri-la dentro de ti e doa-la a quem precisar

Amizade: para descobrires que, quem tem um amigo, tem um tesouro

Esperança: para te fazer acreditar na vida e te sentires uma eterna criança

Sabedoria: para entenderes que só o Bem é que deve existir, e que o resto é ilusão

Desejos: para alimentares o teu corpo, dando prazer ao teu espírito

Sonhos: para poderes, todos os dias, alimentar a tua alma

Amor: para teres alguém para amar e te sentires amado. Para desejares tocar uma estrela, sorrir pra lua. Para sentires que a vida é bela, andando pela rua. Para descobrires que existe um sol dentro de ti. Para te sentires feliz a cada amanhecer e saber que o Amor é a razão maior... para viver. E se não tiveres um amor, para que nunca deixes morrer em ti, a procura e o desejo de o encontrares.

  



publicado por Sheila às 01:35
link do post | comentar | ver comentários (15) | favorito
|

Sexta-feira, 22 de Maio de 2009
Limites!

 

 

Somos as primeiras gerações de pais decididos a não repetir com os filhos, os erros dos nossos progenitores e com o esforço de abolirmos os abusos do passado.

Somos os pais mais dedicados e compreensivos mas, por outro lado os mais bobos e inseguros que já houve na história.

O grave é que estamos a lidar com crianças mais “espertas” do que nós, ousadas, e mais “poderosas” que nunca!

Parece que, na nossa tentativa de sermos os pais que queríamos ser, passamos de um extremo ao outro.

Assim, somos a última geração de filhos que obedeceram aos seus pais e a primeira geração de pais que obedecem aos seus filhos.

Os últimos que tivemos medo dos pais e os primeiros que tememos os filhos.

Os últimos que cresceram sob o mando dos pais e os primeiros que vivem sob o jugo dos filhos.

E, o que é pior, os últimos que respeitamos os nossos pais e os primeiros que aceitamos que os nossos filhos nos faltem com o respeito.

À medida que o permissível substítuiu o autoritarismo, os termos das relações familiares mudou de forma radical, para o bem e para o mal.

Com efeito, antes se considerava um bom pai, aquele cujos filhos se comportavam bem, obedeciam às suas ordens, e os tratavam com o devido respeito. E bons filhos, as crianças que eram formais, e veneravam os seus pais, mas à medida em que as fronteiras hierárquicas entre nós e os nossos filhos foram-se desvanecendo...

Hoje, os bons pais são aqueles que conseguem que seus filhos os amem, ainda que pouco o respeitem.

E são os filhos, quem agora, esperam respeito dos seus pais, pretendendo de tal maneira que respeitem as suas ideias, os seus gostos, as suas preferências e sua forma de agir e viver.

E que além disso, que patrocinem no que necessitarem para tal fim.

Quer dizer; os papéis inverteram-se!!

Agora são os pais que têm que agradar aos seus filhos para “ganhá-los” e não o inverso como no passado.

 

Isto explica o esforço que fazem tantos pais e mães para serem os melhores amigos e “darem tudo” aos seus filhos.

Dizem que os extremos se atraem. Se o autoritarismo do passado encheu os filhos de medo dos seus pais, a debilidade do presente os preenche de medo e menosprezo aos nos verem tão débeis e perdidos como eles.

Os filhos precisam de perceber que durante a infância, estamos à frente das suas vidas, como líderes capazes de sujeitá-los quando não os podemos conter e de guiá-los, enquanto não sabem para onde vão...

É assim que evitaremos que as novas gerações se afoguem no descontrolo e tédio no qual está afundando uma sociedade que parece ir à deriva, sem parâmetros nem destino.

Se o autoritarismo suplanta, o permissível sufoca.

Apenas uma atitude firme, respeitosa, lhes permitirá confiar na nossa idoneidade para governar as suas vidas enquanto forem menores, porque vamos à frente liderando-os e não atrás, carregando-os e rendidos às suas vontades.

Os limites abrigam o indivíduo. Com amor ilimitado e profundo respeito.

 

Mônica Monastério

 



publicado por Sheila às 22:01
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
|

Quinta-feira, 21 de Maio de 2009
ESPELHO

 

 

Renato quase não viu a senhora, com o carro parado na berma. Chovia forte e já era noite.

Mas percebeu que ela precisava de ajuda...

...Assim parou o seu carro e aproximou-se. O carro dela cheirava a tinta, de tão novinho.

A senhora pensou que pudesse ser um bandido! Ele não parecia seguro, parecia pobre e faminto...

Renato percebeu que ela estava com muito medo e disse-lhe: “Eu estou aqui para ajudar a senhora, não se preocupe. Por que não espera no carro onde está quentinho?

A propósito, o meu nome é Renato”...

Bem, tudo que ela tinha era um pneu furado, mas para uma senhora sozinha, à noite, era ruim o suficiente. Renato abaixou-se, colocou o macaco e levantou o carro. Logo trocou o pneu, mas ficou um tanto sujo e ainda feriu uma das mãos...

Enquanto apertava as porcas da roda, ela abriu a janela e começou a conversar com ele. Contou-lhe de onde era e que só estava de passagem por ali, e que não sabia como agradecer-lhe pela preciosa ajuda. Renato apenas sorriu enquanto se levantava...

Ela perguntou-lhe quanto devia. Já tinha imaginado todos as terríveis coisas que poderiam ter acontecido se Renato não tivesse parado e ajudado. Renato não pensava em dinheiro, Gostava de ajudar as pessoas...

Este era o seu modo de viver. E respondeu: “Se realmente quiser pagar-me, da próxima vez que encontrar alguém que precise de ajuda, dê para essa pessoa a ajuda de que ela precisar e lembre-se de mim”.

Alguns kms depois a senhora parou num pequeno restaurante simples. A empregada veio até ela e trouxe-lhe uma toalha limpa para secar o cabelo molhado e dirigiu-lhe um doce sorriso...

A senhora notou que a moça devia estar com cerca de oito meses de gravidez, mas ela não deixou a  tensão e as dores mudarem a sua atitude...

A senhora ficou curiosa em saber como alguém que tinha tão pouco, podia tratar tão bem um estranho. Então lembrou-se de Renato. Depois de terminar a sua refeição, e enquanto a empregada se ausentou para tratar do troco, a senhora retirou-se...

Quando a moça voltou à mesa não encontrou a senhora, e ficou sem saber onde a  senhora poderia ter ido. Foi então que notou algo escrito no guardanapo, sob o qual tinha 4 notas de 100,00€...

Correram lágrimas nos seus olhos quando leu o que a senhora escreveu. Dizia: - Você não me deve nada, eu já tenho o bastante. Alguém me ajudou hoje e da mesma forma estou ajudá-la agora. Se você realmente quiser reembolsar-me por este dinheiro, não deixe este círculo de amor terminar com você, ajude alguém...

Naquela noite, quando foi para casa cansada e se deitou na cama, o seu marido já estava dormindo e ela ficou a pensar no dinheiro e no que a senhora havia deixado escrito...

Como pôde aquela senhora saber o quanto ela e o marido precisavam disto? Com o bébé que estava para nascer no próximo mês, como as coisas estavam difíceis...

Ficou a pensar na bênção que havia recebido e esboçou um grande sorriso...

Agradeceu a Deus e virou-se para o preocupado marido que dormia ao lado, deu-lhe um beijo macio e sussurrou:

-Tudo ficará bem; e eu amo.-te.. Renato!!

 

E assim é a vida! .... um Espelho! Tudo o que fazemos ou transmitimos no nosso dia a dia volta para nós...

 

 

"Sentimento é a língua que o coração usa quando precisa enviar algum recado"

 

"A vida não é medida pelo número de respirações que damos, mas sim, pelos momentos que nos fazem prendê-la!"

 



publicado por Sheila às 21:02
link do post | comentar | ver comentários (22) | favorito
|

Terça-feira, 19 de Maio de 2009
Ciúmes!

  

 

O ciúme é como uma figura de um baralho de cartas no jogo dos relaccionamentos!

 

Numa relação a dois temos inicialmente o naipe de copas. Há um rei e uma rainha.

Às vezes intromete-se um valete chamado ciúmes! Chegam com o naipe das espadas, sejam eles damas ou duques, mas as copas tentam sempre ter o trunfo na mão, um certo poder ou o ás da sedução e do desejo, ou o ás de ouros da confiança que o valete, seja de que naipe for, não conseguirá abalar!

 

Nas relações de amizade e entre várias cartadas e jogos baralham-se as cartas, entre duques, ternos, quadras, senas, manilhas ou ases, poderá haver um valete (ou uma dama) chamado ciúmes. Tempos passam em que cartas do mesmo naipe se unem em cartolinas amarelecidas pelo tempo e nada mais as separa, mas por vezes o baralho da amizade também fica parado num estojo, guardado numa mesinha de jogo forrada a tecido verde e já ninguém joga! Tudo porque um valete ou uma dama, de paus ou de espadas prevaleceu e conseguiu atingir todas as outras.

 

Há sempre a esperança de um tão esperado dia em que novas mãos recolhem as cartas, querendo aprender o jogo, e duques, ternos, quadras, quinas, senas, manilhas, ases, reis e rainhas regressam à dança de mão em mão, reavivando o que outroura um simples valete (ou dama) chamado ciúmes deixara adormecido.

  

No “jogo” dos relaccionamentos, tal como num baralho de cartas, todas elas são necessárias ao objectivo do jogo, cada uma com a sua pontuação é certo! Mas no jogo dos afectos não pode haver valetes ou damas que prevaleçam, mesmo que apareçam nos quatros naipes de um simples baralho de cartas!

  

Os amigos não se perdem... se deixaram de o ser é porque nunca o foram!

 



publicado por Sheila às 21:43
link do post | comentar | ver comentários (14) | favorito
|

Memories

O tempo não volta para trás... e juro que não foi o post anterior que me levou a isto...  mas!... No baú das minhas memórias aqui fica uma foto que me delicia e me deixa um largo sorriso...

 

Inês - 6 meses (Agosto 2002)

 



publicado por Sheila às 02:27
link do post | comentar | ver comentários (25) | favorito
|

Segunda-feira, 18 de Maio de 2009
Afrodisíacos...

 

A glutonice é um caminho directo para a luxúria e se se avançar mais um pouco, para a perdição da alma. A sexualidade é uma componente de boa saúde, inspira a criação e faz parte do caminho da alma; não se associa a culpa ou segredos, porque o amor sagrado e o amor profano provêem da mesma fonte e supõe-se que os deuses festejem o prazer humano.

 

Como definir afrodisíaco? Digamos que é qualquer substância ou actividade que espicaça o desejo amoroso. Alguns têm fundamento científico, mas a maioria actua por impulso da imaginação.

Alguns afrodisíacos funcionam por analogia, como as ostras em forma de vulva ou o espargo, de falo; outros por associação, porque nos recordam algo erótico. O mesmo critério se aplica nas lidas do amor. É bom dispôr de nomes sugestivos para as diferentes posições, como os sábios manuais eróticos da Ásia.

 

No que se refere à alimentação e à sexualidade, a Natureza exige um mínimo, muito simples, destinado à preservação do indivíduo e da espécie; o resto são ornamentos ou subterfúgios inventados por nós para festejarmos a vida. A imaginação é um demónio persistente, sem ela o mundo seria a preto e branco, e em que a energia hoje investida na boa mesa e no bom amor se destinaria a outros fins.

 

Os afrodisíacos são a ponte entre a gula e a luxúria. Suponho que num mundo perfeito, qualquer alimento natural, saudável, fresco, atraente para os olhos, saboroso e ligeiro – isto é, as virtudes que desejamos no nosso parceiro – seria afrodisíaco, mas a realidade é muito mais complicada! O único afrodisíaco verdadeiramente infalível é o Amor!

Não se ganha em deter a paixão inflamada de duas pessoas enamoradas. Nesse caso não importam os achaques da vida, o furor dos anos, o entorpecimento físico ou a escassez de oportunidades, pois os amantes arranjam sempre formas para se amar, porque esse é por definição o seu destino. Mas o amor, tal como a sorte, vem quando não o chamam, instala-nos na confusão e esvai-se como fumo quando tentamos retê-lo. Do ponto de vista do seu valor estimulante é, portanto, um luxo de alguns afortunados, mas incansável para os que não foram feridos pelo seu dardo. Isto leva-nos ao segundo mais poderoso afrodisíaco: a variedade. A variedade renova o ardor amoroso uma vez e outra, o que explica a poligamia e a infidelidade, ambas esgotantes. Ao contrário dos homens, que só pensam no objectivo, nós, as mulheres, inclinamo-nos para os rituais e procedimentos.

 

Onde começa o paladar e termina o olfacto? São inseparáveis.

A tentação do café não nasce no sabor, mas deixa um rescaldo de fumo na lembrança, mas sim nessa fragância intensa e misteriosa de bosque remoto. Com os olhos fechado e o nariz tapado não conseguimos distinguir entre uma batata crua e uma maçã, entre gordura e chocolate. O nariz é capaz de detectar milhares de cheiros e o cérebro de os diferenciar, e no entanto, para esse mesmo cérebro costuma ser impossível distinguir entre luxúria e amor.

O olfacto é do ponto de vista da evolução, o nosso sentido mais antigo. É preciso, rápido, poderoso e grava-se na memória com uma persistência tenaz, daí o êxito dos perfumes, cujo segredo é usarmos sempre o mesmo, até o transformarmos num selo pessoal e intransferível, algo que nos identifica!

 

Tal como o aroma do corpo é excitante, assim também o é o da comida fresca e bem preparada. Os perfumes da boa cozinha não só nos fazem salivar como também nos fazem palpitar de um desejo que, se não for erótico, se parece muito com ele. Às vezes ao evocar o aroma de um prato saboroso, a saudade e o prazer comovem-me até às lágrimas... voltam à minha memória. O prazer de um sabor centra-se na lingua e no céu da boca, embora muitas vezes não comecem aí, mas sim na memória. E parte essencial desse prazer reside nos outros sentidos, a visão, o olfacto, o tacto, inclusivamente a audição. O sabor associa-se à sexualidade muito mais do que aquilo que os puritanos desejariam. Ao planearmos uma ementa devemos considerar os diferentes sabores para que se complementem e se distingam uns dos outros sem colidir.

 

Um jantar bem pensado é um crescendo que começa com as notas suaves da sopa, passa pelos arpejos delicados da entrada, culmina com a fanfarrice do prato principal, ao qual se seguem por fim os suaves acordes da sobremesa. O processo é comparável ao de fazer amor com arte, começando pelas insinuações, saboreando os jogos eróticos, chegando ao clímax com o estrondo habitual e, por fim, mergulhando num afável e merecido repouso. A pressa no amor deixa um ardor de ira na alma e a pressa na comida altera os humores fundamentais da digestão. As papilas gustativas, como outros os orgãos também se cansam. Nos banquetes e restaurantes de luxo é costume servir entre dois pratos fortes uma pequena dose de gelado agridoce para apagar qualquer rasto do primeiro antes de se provar o segundo. A temperatura tem tanta importância como a textura e a cor, tudo influi na sensual experiência de uma refeição.

As plantas são afrodisíacos subtis e, como o amor, actuam sem estrondo, discretamente e a longo prazo. Como não ter confiança nelas se quase toda a farmocopeia moderna se apoia nelas?

As ervas e as especiarias são a alma da sua cozinha, não só porque convertem qualquer prato num potencial afrodisíaco, como também porque dissimulam os erros culinários. A comida, tal como o erotismo, entra pelos olhos...

Também na comida a linguagem é afrodisíaca; comentar os pratos, os seus sabores e perfumes é um exercício sensual para o qual dispomos de um vasto vocabulário, muito engraçado, cheio de metáforas, referências, humor, jogos de palavras e subtilezas...

A música também contribui para fazer da comida uma experiência sensual, por isso é abominável o espectáculo dos que se sentam à mesa com o barulho de um jogo de futebol ou das más notícias da televisão. Nos banquetes de outrora não faltavam os quartetos de corda numa varanda a animarem o jantar com as suas melodias. Existirá realmente música erótica? Esta é uma questão subjectiva, mas há alguns instrumentos e ritmos sugestivos que convidam ao amor. No caso da comida os sons também podem ser afrodisíacos. Posso evocar sem hesitações o crepitar do azeite a fritar cebola; o ritmo sincopado da faca a picar legumes; o borbulhar do caldo a ferver... etc.

 

Nos jogos da comida e do erotismo são preferíveis, por razões óbvias, as formas fálicas e redondas: cenouras e pêssegos; as texturas polposas e húmidas, como tomates e abacates; as cores sensuais da pele e as concavidades mais íntimas – romãs e morangos – e os cheiros persistentes, como de mangas e alperces. Muitos legumes utilizados na literatura erótica devem a sua reputação de afrodisíacos apenas ao seu aspecto. Outros legumes fazem lembrar formas femininas, redondos e suaves como seios e nádegas. Ninguém que tenha pegado num tomate fresco com a mão e o tenha trincado, enchendo a boca enquanto o sumo escorre pelo queixo e pelo pescoço, escapa à tentação de o comparar a outros prazeres orais...

Depois de umas voltas completas pelo mundo dos afrodisíacos descubro que a única coisa que verdadeiramente me excita é o amor. A ligação entre a comida e o prazer sensual é a primeira coisa que aprendemos quando nascemos. Desde a aleitação até à morte que a comida e o sexo têm a mesma garra.

Existirá uma relação entre a criatividade e o erotismo?

 

EMENTA AFRODISÍACA

 

Os MOLHOS

Na feitura de pratos afrodisíacos, as mãos exprimem as nossas intenções: acariciam, confortam e trabalham. A boa mão para fazer um molho é como a boa mão para dar uma massagem... Os molhos sensuais, esses que o amante guarda em segredo junto dos gestos mais íntimos e atrevidos requerem imaginação. Fazer um molho com bons ingredientes é como fazer amor com um perito. Quase todos os sentidos entram em jogo: deve ser atraente ao olhar, como o rosto da pessoa amada, saboroso como um beijo, suave como as partes mais íntimas e deve ter um aroma único, intransferível, como a pele. 

 

Molho de Vinho (branco ou tinto)

O de vinho branco utiliza-se em aves, peixe e legumes de sabor delicado, o de vinho tinto em carnes vermelhas e legumes fortes (como cogumelos).

Ingredientes

 

1 chávena de caldo (de aves ou peixe se utilizar vinho branco; de carne, se utilizar vinho tinto)

2 colheres de sopa de manteiga

1 colher de sopa de farinha

½ de chávena de vinho branco (ou tinto)

2 colheres de sopa de xerez

Sal, alho em pó e pimenta

2 colheres de sopa bem cheias de natas batidas (opcional)

Preparação

 

Derreta a manteiga em lume brando.

Acrescente a farinha e coza   durante 2 minutos. Junte o caldo quente pouco a pouco, mexendo sem parar.

Acrescente o vinho e o xerez.

Naturalmente o molho fica mais liquido.

Deixe no lume até engrossar um pouco. Verifique os condimentos.

Se quizer engrossá-lo pode deitar natas batidas sem ferver.

 

A SOPA

O processo para fazer uma boa sopa passa pelas mesmas etapas que fazer amor bem, em ambos os casos se trata de mergulhar no prazer sensual de misturar, cheirar, provar, lamber, acrescentar, abster-se, duvidar, pôr mais... A sopa deve ser preparada tendo em conta todos os sentidos:visão, olfacto, sabor, textura e nalguns casos, som.

 

Caldo de Peixe

É o mais afrodisíaco de todos os caldos. Para a sua preparação pode utilizar restos de peixe, cabeça e rabo, crus. Também servem cascas de camarão, de lagostins e outros crustáceos, cruas ou cozidas.

Ingredientes

 2 cabeças e 2 rabos de peixe

1 cebola cortada em quatro

1 cenoura cortada em pedaços grandes

1 pedaço de aipo

2 dentes de alho

1 chávena de vinho branco seco

3 chávenas de água

Casca de limão e sumo de 1 limão grande

Louro, salsa, coentros, pimenta e sal

 

Preparação em panela normal:

Ferva o peixe em água durante 15 minutos.

Tire a espuma. Junto os outros ingredientes, incluindo o vinho.

Deixe ferver durante 45 minutos com a panela tapada.

Coe e deixe arrefecer. 

 

Preparação em panela de pressão:

Ponha tudo na panela de pressão e deixe ferver durante 30 minutos.

Coe e deixe arrefecer.

 

 

PRATO PRINCIPAL

Na cozinha o prato de fundo é o momento culminante de um almoço ou jantar. O que o antecede e a sobremesa são complementos encantandores, uma parte necessária da liturgia da mesa, mas só no prato principal se prova o talento de quem cozinha... este é o momento em que entramos em cheio em matéria culinária.

 

Prato de Peixe: Corvina com Natas

Pode fazer-se também com salmão ou outros peixes de carne firme.

Ingredientes

½ chávena de amêndoas laminadas, peladas e torradas

1/2 kg de corvina

(a parte central)

2 raminhos de alecrim fresco

½ cálice de vodca

2 colheres de sopa de manteiga

½ chávena de natas

1 limão, o sumo

1 pitada de noz-moscada

Sal e pimenta branca

Preparação

Lave o peixe e seque-o. Tempere com sal, pimenta e limão. Ponha-o numa travessa refractária untada com manteiga. Regue com o vodca.

Cubra-o com nozes de manteiga e raminhos de alecrim fresco.

Tape-o com papel de alumínio e deixe em forno médio durante 20 a 25 minutos.

Retire do forno e, antes de servir, junte as natas, noz-moscada e amêndoas torradas.

Deixe no forno mais cinco minutos, sem o papel de alumínio.

 

Prato de Carne: Lombo com champanhe

Ingredientes

2 bifes do lombo sem gordura

1 colher de sopa de azeite

1 dente de alho

1 raminho de várias ervas

½ chávena de tomates sem pele e picados

½ chávena de champanhe

2 colheres de sopa cheias de passas (brancas e sem graínhas)

Sal e pimenta preta moida grosseiramente

  

Preparação

Aqueça bem o azeite.

Ponha os bifes a alourar de um lado.

Tempere com sal e pimenta.

Dê-lhes a volta e aloure-os do outro lado.

Acrescente as passas, as ervas, o alho e o champanhe.

Deixe cozinhar durante 15 minutos na frigideira tapada.

Junte o tomate. Deixe cozinhar durante mais 5 minutos. Sirva.

 

AS SOBREMESAS

 

Depois de um jantar erótico que, colher a colher, conduziu os amantes através dos preâmbulos e jogos amorosos até ao leito, tem de haver um final feliz: a sobremesa. A apresentação da sobremesa é tão importante quanto o sabor. Tudo melhora banhado de licor e mais ainda se se acender um fósforo, ou for servido numa taça alta, enfeitada com chantilly.

Espuma de Vénus

Ingredientes

1 banana

½ maçã

½ laranja (sumo)

1 kiwi descascado

1 clara de ovo

4 colheres de sopa de açucar

1 colher de sopa de licor de hortelã

2 rodelas finas de limão

½ limão (sumo)

 

Preparação

Descasque as frutas e ponha tudo na máquina de sumos, menos as rodelas de limão.

Bata com força durante 3 minutos.

Coloque o creme em taças e enfeite com a rodela de limão no rebordo da taça.

Charlote dos Amantes 

Ingredientes

4 palitos La Reine esmigalhados

2 ovos

1 tablete de chocolate negro (75gr)

2 colheres de sopa de nozes moidas

2 colheres de sopa de nozes moídas

2 colheres de sopa de açucar

2 colheres de sopa de manteiga

½ chávena de café escuro concentrado

1 colher de sopa de conhaque

Preparação

Parta o chocolate e derreta-o em tacho de fundo duplo com 2 colheres de sopa de água.

Acrescente o açucar e a manteiga. Bata bem, juntando as gemas uma a uma.

Deixe cozinhar durante 5 minutos e tire do lume.

Bata às claras até ficarem firmes e incorpore-as no chocolate, juntamente com as nozes. Acrescente suavemente o café, o conhaque e os palitos La Reine.Coloque em duas taças largas e enfeite com chantilly.

... retirado do livro "Afrodite" de isabel allende



publicado por Sheila às 00:58
link do post | comentar | ver comentários (14) | favorito
|

Sábado, 16 de Maio de 2009
Reminiscências do Passado

"O instante é a continuidade do tempo, pois une o tempo passado ao tempo futuro."

Aristóteles

 

 

 

"Saudade é quando o momento tenta fugir da lembrança para acontecer de novo e não consegue."

 

"Lembrança é quando, mesmo sem autorização, o nosso pensamento reapresenta um capítulo."

 

"Felicidade é um agora que não tem pressa nenhuma."

 

 E hoje deu-me para isto....  



publicado por Sheila às 22:27
link do post | comentar | ver comentários (20) | favorito
|

Sexta-feira, 15 de Maio de 2009
Amizade Colorida

 

As Cores dos Amigos

 

 

Amigos são "cores",

cada qual com o seu matiz,

e um jeito sempre muito marcante!

 

 

Há o Amigo "cor verde"

é aquele que em tudo

ressalta a beleza da Vida

e põe esperança nela.

Ele nos ergue !

 

Há o Amigo "cor azul"

ele sempre traz palavras

 de paz e de serenidade,

dando-nos a impressão, ao ouvi-lo,

  de que estamos

em contacto directo com o céu

ou com o profundo azul do mar.

Ele nos eleva !

 

 

Há o Amigo "cor amarela"

ele aquece-nos assim como o sol;

Ele faz-nos rir, sorrir e

visualizar o amarelo brilho das estrelas

bem ao alcance das nossas mãos.

 

Há o Amigo "cor vermelha"

é aquele que domina as regras de viver,

e é como o nosso sangue.

Ele acusa perigos, mas nunca nos abala a coragem.

É pródigo em palavras apaixonadas

e repletas de caloroso amor.

 

Há o Amigo "cor laranja"

ele traz-nos a sensação de vigor, de saúde.

Ele enriquece o nosso espírito

com energias que são verdadeiras vitaminas

para o nosso crescimento.

 

Há o Amigo "cor cinza"

ele ensina-nos o silêncio,

a internalização e o autoconhecimento.

É um indutor a pensamentos e reflexões.

Ajuda-nos a nos aprofundarmos em nós mesmos.

 

Há o Amigo "cor violeta"

ele traz à tona

a nossa essência majestosa,

como a dos reis e dos magos.

As suas palavras têm nobreza,

autoridade e sabedoria.

 

Há o Amigo "cor preta"

ele é mestre em mostrar

o nosso lado mais obscuro,

com palavras geralmente duras,

Atinge-nos sem "anestesia" 

mas com boas intenções,

e leva-nos a melhorar e

a considerar as nossas

atitudes perante a vida.

 

 ... E há o Amigo "cor branca"

este revela-nos verdades

nascidas da vivência

e da incorporação de conhecimentos.

Ele prova-nos que, não só ele,

mas também todos os outros,  

têm verdades aprendidas

para partilhar conosco.

 

E se os reunirmos a todos num Grande Encontro,

veremos um enorme arco-íris de Amizade!

 

Que na nossa vida tenhamos este matiz de amizades!

 

 

 

Imagens de Penny Black


publicado por Sheila às 11:48
link do post | comentar | ver comentários (22) | favorito
|

Quinta-feira, 14 de Maio de 2009
Rescaldo de um Dia Feliz :)

 

 

E a vida é mesmo feita de momentos! O dia de ontem foi pleno de momentos bons, doces, divertidos, emotivos e muito felizes!

E a Felicidade é como um puzzle....

Todos os dias colocam-se peças no grande puzzle da vida, como por exemplo os afectos e as nossas emoções... se há dias em que descobrimos que há peças que não encaixam em lado nenhum há outros em que encontramos à primeira as peças que encaixam na perfeição! E foi isso que senti ontem... uma enorme Felicidade... e que é:

 

               ... ter amigos como vocês!

 

                    ... um sentimento que se multiplica à medida que é dividido!

 

O primeiro voto de parabéns chegou-me por skype às 23h05... do amigo Carlos que está na Holanda... e uns minutos depois do Pedro que está no Reino Unido! Lá já era dia 13...

 

Por terras lusas, e embora só tenha nascido às 2h45 da manhã... logo às 0h10 de 13/5/2009 começou a chuva de mensagens por telemóvel, skype, msn e hi5.

Deitei-me e senti-me abençoada pela vida!

Este sentimento que nos aquece a alma e o coração manteve-se durante o dia com os telefonemas, as sms's, os abraços, os beijinhos, os comentários aqui no blog... tão bom!!

Mais uma vez agradeço o carinho, a ternura e os miminhos que me dedicam e acima de tudo o privilégio de poder partilhar a vossa amizade!

 

Além dos mimos bons e palavras meigas... também recebi prendas lindas e que aqui partilho convosco... agora... ao vivo e a cores... tcha nan  

 

Prenda dos amores da minha vida...

 

 

... hummm divinal e que partilho convosco! :)

 

... duas peças especiais acompanhadas de um cartão especial...

 

da Mariana, Rute e Timon... :)

 

 

e como apreciadora que sou de livros...

mais uns para colocar na minha lista :)

 

 

Além destes presentes lindos e que eu adorei :), não posso deixar de salientar outros dois que recebi, que não foram materiais, mas foram hiper e ultra especiais... um postal de um amigo que atravessa uma fase menos boa da sua vida, mas que caminha a passos largos para dar a volta e dar a oportunidade à vida e à felicidade! ... o outro presente foi um email lindo, meigo e com um convite que me encheu a alma e me fez sorrir pelo carinho, pela confiança e pela amizade que me transmitiu... é um amigo aqui do blog, e a quem envio um beijinho muito grande!

 

O fim de tarde e jantar foi passado com os meus papás, que dentro de dias regressam ao Algarve  e o final de noite culminou com a presença dos amigos do coração, que não deixaram de estar comigo e de me mimar. Gosto muito de vocês Amigos e quero-vos na minha vida para Sempre! Beijo grande para vocês...

Ahhh mas ainda houve tempo para fazermos planos para uns dias de lazer em Junho... porque esta foi a prenda de aniversário de casamento que ofereci ao meu maridão...

 

   

E para já a preferência vai para a "Quinta do Burgo", em Amares pertinho do Gerês... (a 20km de Braga lol)... http://www.quintadoburgo.com/estrutura.html

A quem já conhecer... aproveitava para pedir feedback lol

 

E olhem... foi um dia bem passado, super emotivo e ultra feliz! Fica agora na minha memória e será um dia a recordar sempre... porque a vida é feita de momentos... e se forem felizes que mais podemos desejar??

 

Beijos Doces!

 

 



publicado por Sheila às 16:51
link do post | comentar | ver comentários (18) | favorito
|

Quarta-feira, 13 de Maio de 2009
E... já cá cantam 35 aninhos...

Partilho convosco mais um aniversário na minha vida... ah pois é! E já são 35 aninhos...

 

 

Este foi o bolo que encomendei de surpresa... xiiiii olho para ele e vêm-me cá umas ideias... alguém vai perceber quais sejam que passam neste momento pela ideia ....

 

 

Algumas Fotos que me deixam saudade...

 

 

(15 anos)

 

(25 anos)

 

 

(34 anos)

 

Maio 2009

 

MAS...

 

Hoje comemoro mais qualquer coisa....

 

9 anos de casamento! ok ok já sei que não é normal casar no dia de aniversário... mas gosto de ser diferente e ter ideias malucas lol

 

Alguns bons momentos do nosso percurso desde 1989... (no século passado já!)

 

1990 - 1ª foto que tirámos juntos...

 

(em 1995)

 

 

(em 1999)

 

(2000)

 

 

(Agosto 2001 - grávida)

 

 

Maio de 2009

 

(PS: as de Maio 2009 tiradas por uns amigos e que têm esta empresa http://www.digispace.pt/site/, e que aproveito para agradecer e enviar um beijo muito grande para todos!)

Tenham um excelente dia!

Beijinhos

 


sinto-me: muito feliz!

publicado por Sheila às 02:00
link do post | comentar | ver comentários (51) | favorito
|

Terça-feira, 12 de Maio de 2009
Cumplicidades...

... via msn, ao final da manhã numa reunião que estava a ter com o banco Santander...

 

Rui diz: Olá mor, linda!

Sheila diz: Olá meu amor!

(...)

Sheila diz: o menino já fez os tpc's? lol

Rui diz: Só agora cheguei a casa

Rui diz: vou pegar agora

Sheila diz: xiii q andaste a fazer?

Rui diz: compras

Rui diz: para casa e para o meu amor +lindo

Rui diz: ehehe

Sheila diz: llooll

Sheila diz: ena ena

Sheila diz: o desemprego anda a fazer-te bem!

Sheila diz: ahahah

Sheila diz: pela 1ªvez não me perguntaste o que eu queria de prenda lol

Rui diz: pois o tempo que tenho vago tb ajuda

Rui diz: lol

Rui diz: já encomendei o teu bolo :P

Rui diz: não vás encomendar 1

Rui diz: lol

Sheila diz: pois nem me lembrei disso acreditas!

Rui diz: eu não me esqueço de ti!

Rui diz: que pensas!!

Sheila diz: e encomendaste para o jantar com os meus pais ou para casa?

Sheila diz: eu sei que não te esqueces! :)

Rui diz: tá tudo tratado!

Rui diz: não te preocupes...

Sheila diz: és o meu companheiro lindo :)))

Sheila diz: e eu amo-te muitoo

Rui diz: lol

Rui diz: e eu a ti do fundo do meu coração!

 

 

«Num casal,

talvez o mais importante

não é querer tornar o outro feliz,

mas tornar-se feliz

e oferecer-lhe essa felicidade.»

Jacques Salomé

 

O Amor é lindo! E este é o meu

 


sinto-me: amada

publicado por Sheila às 14:51
link do post | comentar | ver comentários (11) | favorito
|

Segunda-feira, 11 de Maio de 2009
Amor e Amizade

 

 

Perguntei a um sábio,
a diferença que havia
entre amor e amizade,
ele me disse essa verdade...
O Amor é mais sensível,
a Amizade mais segura.
O Amor nos dá asas,
a Amizade o chão.
No Amor há mais carinho,
na Amizade compreensão.
O Amor é plantado
e com carinho cultivado,
a Amizade vem faceira,
e com troca de alegria e tristeza,
torna-se uma grande e querida
companheira.
Mas quando o Amor é sincero
ele vem com um grande amigo,
e quando a Amizade é concreta,
ela é cheia de amor e carinho.
Quando se tem um amigo
ou uma grande paixão,
ambos sentimentos coexistem
dentro do seu coração.

William Shakespeare

 

Se o amor for grande... a espera não será eterna, os problemas não serão dilemas,e a distância será vencida.
Se a compreensão insistir, as brigas irão fortalecer-nos. Os factos irão fazer-nos rir, e os diálogos marcar-nos-ão.
Se o respeito prevalecer, os carinhos serão doces e suaves, os beijos profundos e cheios de valor, e os abraços calorosos e confortantes.
Se a confiança existir, a dúvida extinguir-se-á, as perguntas serão respondidas, e as palavras poderão ser ditas.
Talvez não seja um amor eterno. E não é um amor doentio. Nem um amor ideal. Mas um amor verdadeiro.
Aquele que vence as barreiras Impostas pela vida e pelas ocasiões.
Aquele que não teme a escolha.
E faz a opção de simplesmente Ser intensamente vivido.

 

Textos que já têm tanto tempo, que tinha no meu Hi5, mas que por mais tempo que passe continuam a estar tão actuais e a serem tão verdadeiros!

 


sinto-me: desiludida com um amigo

publicado por Sheila às 12:17
link do post | comentar | ver comentários (14) | favorito
|

O Vestido Azul

Num bairro pobre de uma cidade distante, morava uma menina muito bonita. Ela frequentava a Escola local. A sua mãe não tinha muito cuidado e a criança quase sempre apresentava-se suja. As suas roupas eram muito velhas e maltratadas.

O Professor ficou sensibilizado com a situação da menina.

- "Como é que uma menina tão bonita pode vir tão mal vestida para a Escola?"

Separou algum dinheiro do seu salário e, embora com dificuldade, resolveu comprar-lhe um vestido novo.

Ela ficou linda no seu novo vestido azul!

Quando a mãe viu a filha naquele lindo vestido azul, sentiu que era lamentável que a sua filha, vestindo aquele traje novo, fosse tão suja para a escola. Por isso, passou a dar-lhe banho todos os dias,a pentear os seus cabelos e a cortar as suas unhas...

Quando acabou a semana, o pai da menina disse:- "Mulher, tu não achas uma vergonha que a nossa filha, sendo tão bonita e bem arrumada, more num lugar como este, caindo aos pedaços? Que tal passarmos a ajeitar a nossa casa? Nas horas vagas, eu vou dar uma pintura nas paredes, consertar a cerca, plantar um jardim."

Dali em pouco tempo, a casa destacava-se na pequena vila pela beleza das flores que enchiam o jardim, e o cuidado em todos os detalhes. Os vizinhos ficaram envergonhados por morar em barracos feios e resolveram também arrumar as suas casas, plantar flores, usar pintura e criatividade.

Em pouco tempo, o bairro todo estava transformado...

Um homem, que acompanhava os esforços e as lutas daquela gente, pensou que eles bem mereciam um auxílio das autoridades. Foi ao Presidente da Câmara expor as suas ideias e conseguiu obter autorização para formar uma comissão para estudar os melhoramentos que seriam necessários ao bairro.

A rua, de barro e lama, foi substituída por asfalto e calçadas  de pedra.

Os esgotos a céu aberto foram canalizados e o bairro ganhou ares de cidadania.

E tudo começou com um vestido azul...

Não era intenção daquele professor arranjar toda a rua, nem criar um organismo que socorresse o bairro. Ele fez o que podia, deu a sua parte. Fez o primeiro movimento que acabou fazendo com que outras pessoas se motivassem a lutar por melhorias.

Será que cada um de nós está a fazer A SUA PARTE no lugar em que  vive? Ou será que somos daqueles que somente apontam os buracos da rua, as crianças à solta sem escola e a violência do trânsito?

Lembremos que é difícil mudar o estado total das coisas. Que é difícil limpar todas as ruas, mas é fácil varrer o nosso passeio.

É difícil reconstruir um Planeta, mas é possível dar um vestido azul!

Há moedas de amor que valem mais do que os tesouros bancários,quando endereçadas no momento próprio e com bondade.

 



publicado por Sheila às 10:29
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

* mais sobre mim
Vamos concretizar um sonho! Vota Luís Pingu Monteiro!
* Maio 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


* posts recentes

* Cats Love

* O que procuramos?

* Querida Cátia :)

* Há coisas que nos passam ...

* Estou uma lamechas...

* Há dias como o de hoje…

* Delicia :)

* 4 meses e meio :)

* Tiroidectomia Total – 2 m...

* Tiroidectomia Total

* Vida

* Adoro...

* Imprescindível...

* Amar...

* Espera...

* Arrependimentos...

* arquivos

* Maio 2013

* Novembro 2011

* Outubro 2011

* Agosto 2011

* Julho 2011

* Fevereiro 2011

* Janeiro 2011

* Dezembro 2010

* Novembro 2010

* Outubro 2010

* Setembro 2010

* Junho 2010

* Maio 2010

* Abril 2010

* Março 2010

* Fevereiro 2010

* Janeiro 2010

* Dezembro 2009

* Novembro 2009

* Outubro 2009

* Setembro 2009

* Agosto 2009

* Julho 2009

* Junho 2009

* Maio 2009

* Abril 2009

* Março 2009

* tags

* todas as tags

* favoritos

* Chocolate

* Destino

* FoodScapes - Absolutament...

* O tempo voa...

* Escrever a Vida em Capítu...

* Afastamentos

* As Surpresas da Vida

* Momentos de Ternura

* A força da nossa vitória

* Orgasmo da Vida

* links
* Doces Miminhos
* pesquisar
 
* Doces Visitas (desde 9 MAR 2009)
Hit Counter
* Playlist


MusicPlaylist
Music Playlist at MixPod.com

* Time



More Cool Stuff At POQbum.com

* Contador de Doces Refugiados
free counters
eXTReMe Tracker
* Doces Refugiados (desde 3 ABR 2009)
Vamos concretizar um sonho! Vota Luís Pingu Monteiro!